terça-feira, 24 de novembro de 2009

Os carrancudos franceses

Se tem uma coisa que me incomoda é gente com opinião formada sobre tudo. Coisa mais chata querer dominar todas as conversas. Esse negocio de internet contribui ainda mais para o aumento perturbador de tantos espertinhos pelo mundo. Bastam alguns cliques e pronto! Eles se sentem preparados para discorrer teses e argumentos copiados do Google na maior cara-de-pau!

Eu sou do time que bate o pé quando tem certeza de alguma coisa, mas falo numa boa que não tenho idéia sobre o que realmente eu não tenho idéia sobre. E morar fora do Brasil é um assunto que estou começando a entender melhor. Começando também, a me sentir mais a vontade para assumir que não acho o Brasil o melhor lugar do mundo, muito menos o mais bonito. O problema é que toda vez que converso sobre isso com amigos que ainda não tiveram a oportunidade de morar fora (morar mesmo e não so passear - o que muda tudo) me sinto como se fosse a filha mais ingrata da nossa patria mãe gentil.

Essa sensação foi amenizada hoje durante uma conversa entre duas mulheres apaixonadas e dispostas a mudar de vida (e de continente) para viver um grande amor. Uma amiga animada com o sucesso do meu romance com o Léo, esta tomando coragem para largar a boa vida profissional e financeira no Brasil a fim de segurar o espanhol que arrebatou seu coração ha alguns anos. A paixão por Barcelona também foi imediata: "Costumo dizer que a Espanha é o Brasil que deu certo".

Acontece que a alegria e a receptividade do povo espanhol que fez surgir nela o desejo de passar o resto dos seus dias em Barcelona, não existe na França. Francês vive de cara fechada, tem fama de antipatico, mal educado até, mas não é bem assim. Educação existe, o que não existe é simpatia gratuita com desconhecidos. Vai culpa-los?!?

Se com os animados espanhois ela esta entre "os seus", é assim que me sinto aqui na França. Eita sensação boa de inclusão ao andar no metrô e ver todo mundo carrancudo como eu. Poder viver sem me sentir exceção por não adorar praia e carnaval, por não achar o Rio de Janeiro a cidade mais bonita do mundo. Poder reclamar de tudo o tempo todo e achar isso normal, ja que francês é o povo mais reclamão que existe. Preocupante admitir, mas acho que estou começando a gostar de morar aqui.

14 comentários:

Leonardo disse...

Confirmo a fama VERDADEIRA de "reclamões" dos françolas. Tenho um "anão zangado" do meu lado no trabalho e haja paciência pra ouvir todas as suas reclamções o dia inteiro...Nem acredito que semana que vem ele estara de férias e dara férias para os meus ouvidos.

Mirelle disse...

vc tem uma anã zangada do seu lado em casa tambem ne amor??? mas essa nao vai te dar ferias nunca mais!

Hismenia disse...

Ameii o post, super me identifiquei..acho que estou querendo ir morar ai, será que tem um lugar ai p mim?? rssssssss

Ana disse...

Polêmico, bastante polêmico..rs

Mr. Lemos disse...

huahuahuhauhua
Sensacional, irmã! Caraca, eu odeio os doutores Googlelinos tb!!! Vagabundo lê qualquer porcaria na rede e defende como tese de vida. Precisamos fazer uma campanha para desacreditá-los...

Sobre morar fora e vc ser reclamona... tenho lá um pequeno conhecimentos nos assuntos. E concordo sem mais vírgulas...

Vania disse...

Oi Mirelle! Te "conheço" da comunidade Brasileiros na França apesar de não fazer mais parte. Bom, de vez em quando passo lá pra ver as novidades e gosto muito da maneira que você se posiciona. Vi que você se atormenta, como eu me atormentava, em não poder acentuar corretamente nossa língua nesse teclado francês. Mas eu tenho a solução...kkkk!!! É meio grande e não dá pra colocar aqui de uma vez só. Vou tentar colocar por partes, certo?
Bj

Mirelle disse...

Naaaaaaaaaaaaaaao Vania! Nao me ensina nao! Sou jornalista e por isso sempre tive obrigaçao de escrever corretamente! Finalmente arrumei uma desculpa pra errar a vontade por aqui! heheheh, brincadeira!

Pode ensinar e seja bem-vinda ao blog!

Vania disse...

Para escrever letras maiúsculas com acento agudo é o seguinte :

Para a letra “Á” digite alt + 0193, tudo ao mesmo tempo
Para a letra “É” digite alt + 0201, tudo ao mesmo tempo
Para a letra “Í” digite alt + 0205, tudo ao mesmo tempo
Para a letra “Ó” digite alt + 0211 , tudo ao mesmo tempo
Para a letra “Ú” digite alt + 0218 , tudo ao mesmo tempo
Para a letra “Ç” digite alt + 0199 , tudo ao mesmo tempo
Para a letra “À” digite alt + 0192 , tudo ao mesmo tempo
Para a letra “È” digite alt + 0200 , tudo ao mesmo tempo

Vania disse...

Para colocar o acento til ~
Clique no Alt Gr (alt graphique) que fica do lado direito embaixo no teclado e ao lado da barra de espaço.
Simultâneo a isso, clique na tecla que tem 2 é ~ que fica do lado esquerdo e em cima no teclado. Em seguida, digite a letra que você deseja pôr o acento til.

Vania disse...

ufffa, pronto, acabei.
Caso você tenha achado complicado ( e não é, te juro), me escreva que te explico melhor. Hoje em dia eu digito rapidinho sem nem pensar nos tais códigos...hehehe! Vem automático.
beijo

Mirelle disse...

valeu vânia! me ajudou e ajudou uma cambada la na comunidade tambem!

LaRa MaLbEc disse...

Me identifiquei demais com esse post!!! Muito bom.

Grazi disse...

Mirelle,
Quanto mais eu leio sobre a França e os franceses mais eu me identifico com eles, e com esse post tb.
Impressionante, eu sou assim tb !

Antônio disse...

'Se com os animados espanhois ela esta entre "os seus", é assim que me sinto aqui na França. Eita sensação boa de inclusão ao andar no metrô e ver todo mundo carrancudo como eu. Poder viver sem me sentir exceção por não adorar praia e carnaval, por não achar o Rio de Janeiro a cidade mais bonita do mundo. Poder reclamar de tudo o tempo todo e achar isso normal, ja que francês é o povo mais reclamão que existe. Preocupante admitir, mas acho que estou começando a gostar de morar aqui.'
Primeiro, amei muito esse blog! Sempre tive o sonho de morar na França e espero um dia conseguir isso. Passei 2 meses em Paris, me senti em casa, mas não deu ainda pra eu me sentir como habitante da cidade, nem nada parecido com isso, porque o tempo foi curto. Mas amei muito esse post e me identifiquei muito com essa parte. Hehe. Espero um dia sentir isso que você sentiu. Porque me sinto exceção no Brasil também!

Leia também:

Related Posts with Thumbnails