sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Büche de Noël

Ostras e figado gordo de ganso (foie gras) não rolou. A tradição natalina de comer essas iguarias ainda não foram permitidas pelo meu estômago. Mas ele aceitou muito bem a büche de Noël, sobremesa mais tradicional da ceia francesa.


A büche de hoje em dia nada tem a ver com a de um século atras. A que estava na nossa mesa ontem era um doce preparado a base de creme de manteiga e aromatizado com baunilha, tipo um rocambole, com formato de tronco de arvore (büche). No passado, a büche de Noël queimava na lareira na noite de natal. Como todos tinham que ficar acordados até mais tarde, aguardando a missa da meia-noite, reservava-se um tronco bem maior ja que o fogo deveria durar mais tempo que nas demais noites de inverno. Com a substituição do aquecimento à lenha pela calefação à gas, a verdadeira büche de Noël que era consumida nas lareiras desapareceu, dando lugar a outra büche. Menos util, mas bem mais gostosa!



Fonte: "Os franceses", de Ricardo Corrêa Coelho.

6 comentários:

Leonardo disse...

Hoje em dia, em vez de esquentar, a buche de noel serve mais pra "esfriar" os ânimos dos mais exaltados depois de tanto vinho. :)

virginia disse...

rs! tava uma delícia!!!!

vanessa disse...

tem cara boa, deu até vontade. e olha que nem de doce eu gosto...rs

Mr. Lemos disse...

sobrou um pouco???

Mirelle disse...

sobrar bao sobrou nao...mas ano q vem vai ter de novo, sera que dai vcs aparecem pilantras???

Juliana Beaup disse...

Hum delicia! Aqui em casa rolou buche sim mas com toque tropical, ja que fiz uma de maracuja! Nada tradicional mas deliciosa! bjos

Leia também:

Related Posts with Thumbnails