sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Roupas de segunda mão

Nem a crise conseguiu pôr fim aos desejos consumistas das francesas, que vale lembrar, são enormes. So que as mulheres daqui deram um jeito de continuar renovando o guarda-roupas sem gastar muito e eu, sem gastar quase nada. A ideia de usar roupas de "segunda mão" é super bem aceita na Europa. No Brasil a onda ainda não pegou, apesar do sucesso dos brechos on line - uma pena. A preocupação não esta so na economia da graninha nossa de cada dia, mas também com o meio hambiente, e quando o assunto é esse precisamos aprender um pouco mais com os europeus.

O conceito se espalhou tanto que ja existem varias maneiras de reaproveitar a roupa suja alheia. Algumas grifes famosas estão abrindo suas second hand stores, onde o sujeito que adquiriu peças de coleções passadas pode se desfazer delas, revendendo-as para a propria loja. Claro que as roupas precisam estar em bom estado, elas serão lavadas e colocadas novamente à venda. Uma otima oportunidade para adquirir peças caras com precinhos camaradas. Não estou falando dos outlets, onde as roupas, apesar de mais baratas, são sempre novas. Falo de roupas usadas mesmo, que a principio me pareceu estranho mas se tornou super pratico quando meu lado consumista passou a ser financiado em euro. No Brasil, onde tudo precisa de nome chique para ser bem aceito, a lista de peças vintage que as madames procuram nos brechos é enorme: bolsas, sapatos, acessorios, oculos, chapéus... Por aqui o conceito vai além, tudo pode ser reaproveitado e grana curta não é mais desculpa para usar sempre o mesmo jeans ou o mesmo casaco.

Uma outra vertente do consumismo responsavel são os "mercados de pulgas", aqueles espaços enormes onde é possivel encontrar todo tipo de coisa que se possa imaginar: de parafuso à fralda de bebê, de ralador de queijos a quadros, de almofadas à meias (tudo usado, claro). Uma amiga de Lyon encontrou aquele treco de tirar caroço de azeitona e levou na hora, toda contente.

Pois é, em Lyon existem mercados de pulgas e brechos bacanas. Essa semana estive em um que reune no mesmo lugar roupas, moveis, objetos de decoração, livros, brinquedos e todo tipo de quinquilharia que se não serve mais para um, vai parar na casa do outro. Confesso que não é tão facil encontrar peças interessantes, mas vale a pena garimpar. Uma outra amiga encontrou um blazer por 2€, minha mãe (de férias em Lyon) comprou um quadro belissimo por 8€ e eu levei um jogo de taças de cristal por 15€ (deve valer uns 200€) e um bule antigo para cha (que uso para colocar flores) por 3€.




Esse brecho é organizado por uma associação que ajuda uma porção de gente carente de Lyon: mendigos, desempregados, idosos, familias sem teto. São varias ações reunidas para tentar reabilitar essas pessoas e inseri-las de volta ao convivio social. A associação recebe doações de roupas, moveis, utensilios domésticos e tudo mais que não te serve. Tudo mesmo! Encontrei até pote de vidro de geléia vazio para ser vendido. Todo o dinheiro recolhido no brecho é empregado em outras ações como nas 220.000 refeições servidas todos os anos à quem não tem o que comer.

Aqui esta o site da Associação "Foyer Notre-Dame des Sans-Abri" e aqui a lista de endereços dos brechos em Lyon. Se onde você mora existem outlets ou brechos bacanas, devem haver também instituições como esta precisando de você. Balancear consumismo e solidariedade faz um bem danado, falo por experiência propria.

17 comentários:

Natasha Ulmer disse...

Muito legal esse "brecho" né? Fora que vc encontra coisas bizarras, lembra do radio todo estiloso, o lustre parecendo guarda-chuva, o negocio pra rezar (cadê a foto hein?)? Até treco para tirar azeitona, como vc disse, fiquei toda feliz de encontrar mesmo, o unico lugar em Lyon que tem isso, hahaha!!!
Agora a pergunta que nao quer calar: tem essas second hand stores em Lyon? Eu nao conheço :( Nem outlet, so um da Levi's que nem fica em Lyon centro...

vanessa disse...

Ah! pode até não ter virado moda ainda, mas ja conheço um bocado de gente que compra em brechó.
e reparei que várias palavras no seu blog já tem acento...hihihi

beijoca pra vc também sua boba, sabe que adoro encher o saco, né?

Mirlene disse...

Filha,

Sua constatação de que equilibrar consumo e solidariedade faz bem vem ao encontro da crença de que "fazer o bem faz bem". O quadro que comprei me fez um bem enorme e agora me sinto melhor ainda ao saber que os euros que gastei serão bem aplicados para o bem de outros.

cristiana.73 disse...

Olá.
Cheguei ao seu blog pelo Conexão Paris. Ele é muito gostoso de ler, parabéns. Adorei as coisas que vc comprou no brechó. Infelizmente aqui em SP essa idéia ainda não pegou ou ainda não está muito desenvolvida, pelos menos das coisas em bom estado... Vou aproveitar e pedir a sua ajuda. Estarei em Lyon durante 1 dia apenas em junho e gostaria de dicas de lugares que valem a pena conhecer. Se vc puder, ficaria muito agradecida. Um grande beijo.

Juliana disse...

Infelizmente eu faço parte desse clã preconceituoso quando o assunto é roupa usada por desconhecidos. Acho que preciso passar um tempo na Europa pra perder esse mau hábito. Viva o consumismo. Orgulhosa de como você está escrevendo bem. Beijos, pequena!

Mr. Lemos disse...

Irmã, agora fiquei preocupado. Só posso garantir minha visita se vc prometer não levar a japinha nesses lugares. Ou vai ser uma grande orgia de compras...

Leonardo disse...

Eu confesso que tb ja fiz parte do clã do preconceito quanto às roupas usadas, mas depois que vc me convenceu a comprar aquele sobretudo de couro em Roma, mudei de idéia. Foi um achado! Te amo

artebaiao disse...

Gosto muito da idéia do consumo responsável!!!Quando será que aprenderemos????
Tânia Baiao

Nanci disse...

Quando eu morava em Sao Paulo eu já tinha esse habito de comprar em brechos. Tinha um que eu adorava, era escondidinho ali na Heitor Penteado, adorava ir lá, passava a tarde de sabado inteira por la, olhando as roupas, oculos, sapatos, bijuterias. Mas a minha familia inteira e amigas ficavam falando porque eu nao comprava coisas novas em vez de ir aos brechos, (uns ate queria me emprestar dinheiro...afff) e eu sempre dizia, eu gasto menos e compro roupas super bacanas....enfim adorava esse habito saudavel que tinha. E agora morando aqui na Europa não é só roupa não, sempre rola um quadro legal, um livro, uma bolsa. Mas confesso que ultimamente tenho comprado coisas nas lojas fashion que tem os preços super em conta.
Beijos e valeu a dica.
Nanci
xxx

ninamesquitinha disse...

Adorei o post Mirelle!E adoro as comprinhas q ando fzendo neste brecho!rss...
Natasha!tem uma loja(não é uma "second hand store" nem um brecho) pertinho da estaçao Foch, q vende roupas, sapatos, bolsas, e acessorios de marcas, "novos" (em OTIMO estado).

Mirelle Siqueira disse...

Natasha, aquela foto é totalmente "impostavel", rs. Aqui em Lyon ainda não chegou nenhuma "second hand store" mas podemos dar uma fuçada nessa que a Marina citou ai em cima, que tal??? Obrigada pela dica Marina!

Van, nada de acentos, so consegui acentuar pais no titulo pq copiei do google, o resto continua pobre pobre...

Mãe, seu quadro fez bem pra todo mundo, principalmente pra mim, que acabei ficando com ele, heheheh!

Oi Cristiana, seja bem-vinda ao bloguinho! Me passa seu email que te escrevo com dicas bacanas de Lyon, a cidade é linda e vc vai amar!!!! meu email: mirellesiaueira@hotmail.com

Jujuba, fico toda contente quando você escreve por aqui, ainda mais quando tem elogios como este! Se jogue nos brechos de sampa que são os melhores! A propria Nanci ja deu umas dicas de onde tem uns, e ficam perto da sua casa! Boa Nanci, obrigada!

Hahahah, pô irmão, vc tinha que achar bom que qgora eu so compro coisas baratinhas! A Japs vai amar! Vc fica no bar bebendo com o Leo, que tal??? Vem logo porra!

Amor fala serio? Aquele casaco é mesmo um achado ne? Mas podiamos ter pago menos, era so pechinchar, merde!

Ei Tania, tudo bem? Acredito que tudo é mesmo quaestão de costume sabe? Quando o povo começar a consumir de maneira mais responsavel dai vira moda e o resto para de torcer o nariz, ja ta passando da hora ne?

Beijocas em todos!

Yu - Fella! disse...

Tem alguma coisa..mais assim minha cara? do Surf?! hehehehe

DAvid disse...

Um bom lugar para achar coisas usadas é o site leboncoin
Se acha de tudo pois é gratis anunciar, e da pra procurar por CP, logo algo que esta por perto.

Maria das Graças disse...

Mirelle, meu e-mail é mgrosa@uol.com.br. Conheço voce do blog da Lina, sou a Maria das Graças, e vou à França também em junho e quero ir a Lyon. Dá um copy/paste no que voce enviar sobre Lyon para a Cristiana, OK?

Sobre compras em brechos, aqui no Rio não tem muitos não. Mas no final do ano tem bazares com roupas e utensílios usados. No ano passado comprei uma bata de linho bordada linda, com um preço excelente e em muito bom estado.

Creio que no Brasil essa moda não pega não.

Mirelle Siqueira disse...

Yu, la vc encontra inclusive prancha de surf! heheh, quando vier aqui me visitar vou te levar la ta?

Davi, otima dica. Obrigada!

Oi Maria das Graças, ja te repassei o email, espero que goste. Mas eu acho que a moda no Brasil pode pegar sim, é so a Globo começar a colocar nas novelas gente chique usando e ptonto, vira mora! O brasileiro precisa deixar algumas coisas de lado...

Beijos em todos!

Adrianna disse...

Oi Mirelle, conheci seu blog a partir do conexão Paris e amei!!!! Estou indo a Lyon no começo de junho e gostaria que vc me enviasse as mesmas dicas das meninas,pois irei passar 4 dias. Obrigada. Meu e-mail eh adriannagama09@gmail.com

Clara disse...

Oi gente !
Sou uma garota francesa em intercambio em Sao Paulo. Estou procurando lojas de secunda mao em SP (guarda roupa e movéis). Mas nao sei onde ir, vocês sabem?
Obrigada, Att,
Clara

Leia também:

Related Posts with Thumbnails