terça-feira, 27 de abril de 2010

Mulher sofre

Adiei o compromisso o maximo que deu, até que não deu mais. Exigi que minhas velhas calcinhas brasileiras sobrevivessem além da conta, tamanho era o medo de entrar em uma loja de lingerie francesa. Acontece que a agua daqui tem calcario demais e lava daqui, lava de la, minhas calcinhas decretaram o fim de suas atividades mais cedo que o esperado. O Léo (que precisou lidar com as minhas lingeries surradinhas em plena lua-de-mel) me acompanhou rumo ao desconhecido. Não fosse ele, a vendedora não teria entendido que eu procurava uma calcinha não tão grande como as da minha avo, mas que também não ficasse entrando, bem, você sabe onde. Infelizmente, isso não existe por aqui.

Se por um lado ser mulher na França da um pouco de trabalho, por outro, tem la as suas vantagens. Desde 1975 o aborto é legalizado, além de gratuito - ja que o governo reembolsa o dinheiro gasto com a pratica nos hospitais. Qualquer mulher pode interromper a gravidez até os 3 meses de gestação, basta marcar um horario em um hospital publico ou privado. Lembrando que no Brasil, o aborto so é permitido em caso de estupro ou quando a gravidez coloca a vida da mãe em risco.

Sei la se sou a favor ou contra o aborto. Penso que nenhuma mulher precisa abortar, ja que todas temos opções para não engravidar, mas não da para negar que o aborto é praticado nos quatro cantos do mundo. Cerca de 8 milhões de mulheres sofrem com as complicações provocadas em clinicas clandestinas, sem falar nas 70 mil que morrem todo ano. Aqui, as mulheres não precisam se arriscar nas mãos de açogueiros nem tomar remédios perigosos para abortar. Disso eu gosto.

Vale deixar claro que o governo francês não é muito fã dos abortos, pelo contrario. Existem varios programas de incentivo à gravidez. O que eles mais querem por aqui é que cada mulher gere pelo menos uns 5 filhos! Por causa dass guerras, que modificaram completamente o modo de vida dos franceses (inclusive na constituição das familias), a taxa de natalidade foi diminuindo tanto que o governo decidiu agir ao perceber o caos que se instalava no pais - que tem uma população enorme de idosos (40%). Para estimular as mulheres a terem filhos, o governo adotou um pacote de medidas que realmente torna mais facil a vida daquelas que decidem ser mães. O objetivo é que essas crianças cresçam logo e se tornem uma população ativa para pagar as aposentadorias, que hoje consomem os recursos publicos da França.

As mamães com um unico filho recebem uma ajuda de 178€ por mês até a criança completar 3 anos. Mas a partir do segundo, existe até tabela para os subsidios, que são depositados direto na conta dos pais até as crianças completarem 20 anos: 2 filhos =120€ por mês, 3 filhos = 280€ por mês, 4 filhos =441€ por mês e + de 4 filhos = 158€ a mais para cada um. Isso vale para todos os casais (ou mamães solteiras), independente da situação financeira da familia. Tanto faz se é rico ou pobre, os subsidios são os mesmos. E as familias com renda maxima de 2.800€ ainda ganham um mimo de 890€ para preparar a chegada do bebê. Sem falar que na França, saude e educação são gratuitas, o que ajuda a aumentar a criatividade do Léo - que de uns tempos pra ca deu para imaginar pimpolhos dentro da minha barriga. Dai a minha preocupação em comprar calcinhas novas.

38 comentários:

Leonardo disse...

Amor,
Independente das ajudas financeiras que teriamos direito, a ecografia 3D do Lucca me deu muitas idéias...

ALVES DE MORAES, Gustavo disse...

KKKK, ja posso marcar o RDV com a mulher da echo3D pra vcs, entao???

Tem alguns detalhes à mais:
. a ajuda por criança é de 178 euros pra primeira criança
. Depois mais 124 pra segunda, e 282 pra terceira (valores para serem somados ao da primeira criança)
. Apos 14 anos acrescenta-se 61.96 euros.
A partir da 3 criança, entra tb o complement familial, mas depende de qto vc ganha (vc passa a ser considerada famille nombreuse)
. Tem ajuda anual pro material escolar, à partir de 6 anos de idade, valor variando entre 280 e 300 euros, mas tb depende da renda familiar.

. existe tb a ajuda pra pagar a baba, a conta é ainda mais complicada, tb depende da renda familiar, mas pagam mais ou menos a metade, sendo que a outra metade pode ter uma parte deduzida nos impostos, se vc contratar uma baba certificada pelo Estado Francês.

O pior é que ninguém te fala nada, mas tudo isso se acha na pagina da CAF, orgao do governo que é responsavel por esses pagamentos, e ao meu ver, inclusive relativamente bem explicado.

Ai a gente pergunta, a França é boazinha? Otaria? Rica? Nao, isso se chama retorno dos seus impostos. Claro que tem quem se aproveite, muitas vezes os mesmos que se aproveitam de tudo pra tudo o que é lado aqui, mas isso tem em qq lugar. Imposto aqui é caro mas sinceramente eu pago com gosto... Olha ai um assunto pro blog, impostos aqui e no Brasil, retorno disso aqui e no Brasil...

Mirelle Siqueira disse...

Boa Gustavo! Onde você pegou esses valores? Meu consultor para assuntos aleatorios disse que os valores da tabela que eu publiquei eram vigentes nesse ano de 2010,e segundo ele, mães com so um filho não recebem mesmo quase nada... Sobre os impostos, entrar nessa discussão pra que? Todo mundo esta cansado de saber que no Brasil isso não funciona mesmo.

bjo!

Blog da Pandinha disse...

Aiiiiii... não sei o que me revoltou mais: o post ou os comentários complementares do Gustavo... SOCORRO, QUERO IR EMBORA DO BRASIL. Bem no dia que o contador liga e fala que, após termos pago CINQUENTA MIL DINHEIROS BRASILEIROS de imposto em 2009, ainda faltam alguns... PQP!

ALVES DE MORAES, Gustavo disse...

Foi mal, mas é que temos que reconhecer o que é feito corretamente e nao so falar que eles cheiram mal (oups, desculpe, isso é polêmico demais...) hehehe

Mirelle, fonte mais oficial, impossivel:
www.caf.fr
caminho direto: Particuliers, Toutes les prestations, Métropole, depois é so se divertir na parte Enfant et famille, mas tem tb os outros, tipo ajuda do aluguel do ap, etc...

Anônimo disse...

Ei! ri bastante da parte das calcinhas... moro no Canadá e desesperei quando fui comprar calcinha... Bom, acabei me rendendo a La Senza (Victoria's Secret)! São grandes, mas são MEGA confortáveis sem perde o lado sexy de rendas e transparências... fazer o q? rsrsrs

Leonardo disse...

Uai Gustavo, os valores que pesquisamos foram no site da CAF. Acho que eu esqueci da ajuda de base, ja que ainda estamos um pouco longe de ter direito a esta mesada. hehehe

Paje (ajuda no nascimento): http://www.caf.fr/cataloguepaje/BasePaje.htm
Allocations Familiales: http://www.caf.fr/wps/portal/particuliers/catalogue/metropole/af

Mr. Lemos disse...

hahuahuahua. Muito bom! Só acho que vc tá gastando energia na direção errada. Se o cunhado quer ser pai e, além disso, ser mãe por aí (assim como aqui) é emprego remunerado, vc tinha que aposentar de vez as calcinhas, e não substituí-las....

Anônimo disse...

Apenas um outro detalhe, a saúde não é exatamente de graça né? Tudo é pago, e o seguro social reembolsa parte do valor. Eu sou estudante e tive que pagar 198 euros pelo seguro. De qualquer forma, as coisas funcionam melhor do que no Brasil. Ah, mas também acho que a riqueza daqui não existiria sem a pobreza de lá e tantos outros países!

Mirlene disse...

Filha,

Morri de rir com o cruzamento de calcinhas e políticas públicas da França. Melhor ainda foi a sugentão do Mr Lemos. Falando sério: quando serei avó novamente?

ALVES DE MORAES, Gustavo disse...

françolinha, françolinha, françolinha.... Vamos amadurecer essa ideia que o Lucca precisa ter amiguinhos brasileiros...

K∂riиє* Smith. disse...

Hahahaha
Menina aqui na Irlanda eu compro calcinha,gosto da Ann Summers, tem muitas bem parecidas com as brasileiras.

Quanto a ajuda aqui também tem, 150€ por cada criança, e só.
Outras ajudas complementares só se o casal tiver a renda muito baixa e se a mãe for mãe solteira.
Isso não dá pra nada, gasto muito mais com a Chloe do que isso, mas é uma ajuda, afinal, a mamãe precisa fazer a unha, né? hahaha

Priscila disse...

Sobre as calcinhas, vá na Women's Secret...eles têm um modelo de calcinha que se chama "culotte brésilienne", que é como as que a gente tem no Brasil!

carlos henrique disse...

Vale lembrar que as ajudas do governo frances (essas de filho, desemprego, moradia, etc) sao otimas e sao o retorno dos altos impostos... mas é o que esta quebrando a França tb !

Quando cheguei aqui pensei duas coisas da burucracia deles : ou eles sao muito organizados, ou sao muito desorganizados... eu ainda voto na segunda opçao. Muita coisa eles nao conferem, nem voltam a se dar conta...como o seguro desemprego por exemplo... gente la do trabalho ganha seguro desemprego até hoje, mesmo tendo declarado que tem trabalho fixo ha 2 anos !!!

e alguns impostos sao meio inuteis tb...mas isso é um post pra você escrever depois hehee impostos uteis x impostos inuteis

mas sem polemica, por favor hehehe

jefhcardoso disse...

Mirelle pensei em uma maneira de falar e homenagear a todos que tanto vêm me incentivando com o carinho e apoio que me doam.
Escrevi uma crônica pensando em nós blogueiros. Falei sobre o que penso ser o blog para nós. Você pode concordar ou discordar; pode também acrescentar; mas não deixe de opinar. Leia e entenderá por que a sua opinião é indispensável para mim e para todos blogueiros.

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Glau Nott disse...

hahaha minha mae me manda calcinhas todo ano, axo q nunca comprei calcinha ou sutia na minha vida, ganho demais kkkkk. Agora esses constrastes do mundo tambem me deixam indignada.. aki tb o aborto eh legal.

Joaninha Bacana disse...

Oi,
Cheguei pelo Conexao Paris por aqui :-)
Uma marca de calcinha que tem alguns modelos parecidos com os brasileiros é a Sloggy: tem nas lojas de departamento, dá uma olhada, de repente elas quebram o galho :-)http://campaign.sloggi.com/lc/fr/
Bisous, Angie

Mirelle Siqueira disse...

o que seria de mim sem essa mulherada? Os homens debatendo imposto, beneficios e as mocinhas me ajudando a encontrar as calcinhas perfeitas!!! heheheh

Obrigada meninas!


:D

Juliana Yonezawa disse...

Xiii encontrar calcinhas do jeito que a gente gosta aqui é mega master dificil!!

Se vc não encontrar nenhuma das marcas citadas nos comentários, eu iria te sugerir encontrar alguma brasileira que revenda heheh Aposto que tem alguma ai em Lyon. Se não tiver, seria uma boa idéia de negócio pra vc, hein?? hehe

Beijão, Ju

Hismênia disse...

Ou tem lugar ai p mim aí em Lyon??....Quero morar ai para poder cuidar dos meus 3 pimpolhos..huahuahuahua..como que faz???
Adorei o post viu!Parabéns.
Infelizmente, quado você falou do aborto na China, me fez lembrar que
o preconceito lá contra as mulheres é tão grande, que quando uma família descobre que vai ganhar uma menina, elas tratam de abortar, pois é uma criança indesejada...lamentável.

Beijos....

aslita disse...

Nossa. qta polemica em cima de calcinhas !!! kkk

bem legal o assunto, começa por baixo e termina por cima!!!

Quer dizer que já tem até nome??? Lucca !! É bonito !!!

Precisando de alguma coisa, me fale! Quer que mande algumas? Aliás, como a pessoa mais acima falou... Quer abrir um negocio de calcinhas??? kkk Eu mando daqui e vc vende ai !!! e a gente ganha dinheiro!!! E biquinis tb !!

Como sempre, muito legal os seus textos !!!

Bjss
Nati

Ana Carolina disse...

Olá! Acabo de conhecer o blog, e o amor de vocês! É inspirador saber que o amor realmente move barreiras, e ver isso assim, "perto", não só nas telinhas! Vocês dois são lindos, e a história de vocês também! Parabéns :)

Mirelle Siqueira disse...

Eita povão bonito pintando por aqui gente! Ju, cunhada, eu bem que gostaria de encontrar uma brasileira vendendo nossas calcinhas por aqui viu? Mas esse findi vou procurar com mais calma em outras lojas françolas. A esperança é a ultima que morre!

His, tava com saudade dos seus comentarios ja, vc sumiu uai! Isso que vc falou sobre a China é verdade e hj mesmo eu falei sobre isso com alguns amigos chineses do curso. Eles afirmaram que ainda hoje isso acontece porque a preferencia é grande. Povo doido ne?

Natalia querida! Lucca é o nome do filhote dos nossos amigos brasucas Gustavo e Natasha que moram aqui em Lyon, o Lucca chega em agosto! O meu ja tem nome tb, mas ainda nao diculgo nao, so quando o pequeno for feito de verdade, rs.

Oi Ana Carolina! Seja bem-vinda ao bloguinho! Concordo com vc que ver amor de verdade fora da teleinha é bem mais estimulante ne? Essas novelas das oito ja estao gastas, precisam escrever sobre esse casal apaixonado que se reencontrou 13 anos depois em Paris, hehehe! Volte sempre!!!!

Beijocas meninas!

Leonardo Blanco dos Santos disse...

Oi, Mirelle!
Olha, quem manda escrever texto sobre calcinha, agora você vai ter que me ajudar!
Há uma portuguesa que trabalha comigo e que lê o seu blog. Ela me perguntou como é a calcinha brasileira... o que eu respondo para ela? Eu disse que há as de avó, as mais sensuais... não sei o que dizer. Bjs,

Mirelle Siqueira disse...

hahahaa! Leonardo, explica para ela que no Brasil tb temos os dois extremos mas tb existe o meio termo. As calcinhas que não são grandes demais nem fio dental. Para o dia a dia, a maioria das mulheres preferem essas. Confortaveis e ainda assim, sensuais. Ai em Portugal nao tem isso nao?

bjo!

Leticinha disse...

Calcinha, calcinha!!!!!!
Sobrinho, sobrinho!!!!

Anônimo disse...

Mirelle, minha louquinha amada... Passei mal de rir lendo sobre as calcinhas. Lindas as fotos do seu casamento, amiga! Parabéns!!! Tô muito feliz por vc...e como queria ter estado presente...na verdade queria ser madrinha, dama de honra...ou "pagem".. sei lá....queria ser qualquer coisa...mas tá lá. Amore, vc sempre será única, linda e muito especial. Te amo, minha amiga!
Cláudia Queiroz

Mirelle Siqueira disse...

Mentiraaaaaaaaaaaaaaa! Você por aqui Claudinha?? Finalmente! Nossa, que alegria enorme saber que você finalme,te chegou até o bloguinho! Ai como eu te amo minha amiga!!! Nao some.....

Dani disse...

Mirelle, estou gravida de 7 meses e recomendo muuuito! Quando com apenas algumas semanas de gravidez vc ja consegue ouvir o coraçaozinho dele(a) que bate euforicamente, vc fica pensando como é que tem gente que aborta com 3 meses... enfim, nao quero entrar em assuntos polemicos, mas é uma experiencia maravilhosa ter um serzinho crescendo dentro de vc! As fotos do seu casamento ficaram lindissimas! Parecem de revista... Parabéns pelo casamento, que Deus os abençoe e que vcs sejam muuito felizes sempre! Mudando de assunto, nao sei se sou eu que to vendo em lugar errado, mas parece que o link do meu blog ainda é o velho...
Ah, e falando de portugues, vc também tem que preparar uma listinha de como irritar um portugues pro dia 26! Apesar de que acho que nao vai nem precisar... rsrs Brincaderinha ;)
Bjos :)

SilvanaQuintanilha disse...

Oi.
Acabo de conhecer o seu blog. Tb moro na França e gostei muito dos seus "posts". Parabéns!
Olha, aqui em Paris eu compro calcinha como "chez nous" na Women'secret. Se vc nao encontrar uma loja perto de casa, pode comprar pelo site tb. Fica a dica: http://womensecret.com/Store/Products/ProductLine/UnderWear/Panties/Brazilian/Default.aspx?lang=en
Abraço.

Ju (Dubai Verde e Amarelo) disse...

Oi, Mirelle. Encontrei seu blog hoje e li vários posts. Amei, muito bom. Ótimos textos, LINDO casamento, inacreditável história de amor de vcs dois, de arrepiar, literalmente...

Voltarei mais vezes..Ah, aqui em Dubai tenho o mesmo problemas com as calcinhas..rsrs...Ou é só um "fio" atrás ou então é quase um short...Meu deus!!!

Bjs, Ju.

Joana disse...

Muito engraçado o lance das calcinhas.
Aqui em Paris em descobri a loja Women's secrets que vende calcinhas brasileiras. São basicas (cores brancas, pretas e cor da pele), mas vale a pena.
Da uma olhada se você acha a loja em Lyon.

Anônimo disse...

Acompanho seu blog com mta simpatia! Gosto da forma como se expressa e das coisas interessantes que aborda.
Estive em Paris com meu marido e amigos em 2009. Não pudemos ir a Lyon,mas com certeza vai ficar para a próxima, pois você nos seduz com suas histórias na França!Pena que agora tenha uma triste passagem nesta bela história, mas torcemos para que seja a única.
Parabéns pelo blog e felicidades para você e o Léo!

Fernanda disse...

Boa tarde, estou aqui para lhe agradecer a disponibilização deste espaço falando da França. estou cursando jornalismo aqui em Brasília, ainda no segundo semestre, fazendo um trabalho sobre a França, fui fuçando até que te encontrei, com tanta informação sobre a vida na França, a matéria é ética, muito obrigada mesmo, Sucesso em tudo que for fazer. grata mesmo, seu blog me ajudou bastante.

Tiane Quadros disse...

Bom mesmo é ter filhos na França, então!

Gosto muito do seu blog, Mirelle! Parabéns pelas postagens.

Luíza disse...

Mirelle, tem algum site oficial com essas informações?
beijos! Luíza

Mirelle Matias disse...

Luiza, o Gustavo e o Léo ja deram o site ai nos comentarios. Os valores podem ter mudado porque o post foi escrito ha 3 anos.

Luíza disse...

obrigada!! eu acabei lendo toodos os comentários.. não tinha lido antes!!

Leia também:

Related Posts with Thumbnails