terça-feira, 18 de maio de 2010

Virei babá

Pois é, aquela historia de virar amiga de aluguel não rendeu muito. Ou não existem muitos interessados em conhecer Lyon ou a ideia é de girico mesmo. O jeito foi ir atras de um outro trabalho de verão. Aqui tem essa: emprego de verão. Chique né? Deve ser porque durante os unicos 3 meses do ano onde o sol da as caras, ninguém pensa em pegar no batente. Sobram vagas enquanto falta mão de obra. Até quem esta desempregado prefere se manter no vermelho do que trabalhar em junho, julho e agosto. Tudo para aproveitar os dias quentes e lindos que as ferias oferecem.

Eu até curto saber que ja ja os termômetros vão marcar 40°C e que o sol vai brilhar até as dez da noite, mas não sou tão criativa assim para inventar atividades interessantes que ocupem os mais de 100 dias de ocio que estão por vir. Também não sou tão folgada para ficar na malandragem por tanto tempo (50 dias? Ok, me viro, mas 100? Não da). Então, enquanto espero minhas aulas recomeçarem, em setembro, vou cuidar dos filhos dos outros.

No intuito de aproveitar tudo o que o primeiro mundo me oferece de bom, não deixei passar a oportunidade de ganhar praticamente o mesmo que eu ganhava no Brasil como jornalista. A diferença é que aqui eu trabalho 3 horas por dia e ao invés de aguentar aquele discurso repetitivo e chato de boleiro, eu dou banho nas crianças, busco-as na escola e brinco de esconde-esconde. As necessidades jornalisticas eu vou suprindo com o blog...

Quem me conhece deve estar achando que eu estou de sacanagem, né? Eu + duas crianças, juntas e sozinhas no mesmo ambiente por mais de dez minutos? Mas é verdade. O Léo quer tanto um bebê, que antes de arriscar decidi brincar com o fogo para ver se ele queima. Além disso, o casal de amigos que me indicou para a vaga jura de pés juntos que o dialogo diario com uma criança de 4 anos e outra de 8 sera de grande valia para o aprimoramento do meu francês. Tem dado certo, o pequeno ainda não quebrou o braço, a garotinha ainda não botou fogo na casa e eu morta, estou indo dormir... amanhã é quarta-feira e graças a algum infeliz que decretou, ha centenas de anos, que na França as crianças não devem ir à escola nas quartas, minha jornada vai ser longa e pesada.

14 comentários:

Leonardo disse...

Isso mesmo amor, vai treinando com os filhos dos outros pois esses da pra devolver no final do dia, enquanto ainda não temos o nosso time de futsal.

Te amo!

K∂riиє* Smith. disse...

Aqui ó http://www.istockphoto.com/stock-illustration-7583459-drunk-santa.php

Daí vc só marca no quadradinho de cima ilustração e desmarca os outros e no retangulo de busca escreve o que você está procurando com uma palavra , tipo: family, kids, luck...e por aí vai...

pera aí que vou ler o texto.
hahahaha
beijo

K∂riиє* Smith. disse...

HAHAHAHAHAHA
Menina tá aí uma profissão que não é para qualquer uma, eu mesmo acho que não sirvo pra coisa, a única coisa que tenho certeza que faço certo para os meus filhos,é dar amor, e olhe lá.

beijo e aproveita, deve ser ótimo treinar com o filho dos outros (dos outros mesmo) porque os meus, não sei não...

Blog da Pandinha disse...

Mi, não sei se vc conhece, na GNT há um programa com a Astrid Fontnelle (Happy Hour) e ACABARAM de fazer uma matéria super legal sobre babás... se tiver como ver daí, procura! Boa sorte na empreitada, qd vc chegar no Brasil, está contratada, aqui tem um de 4 e uma de 10 e vc vai aprender a falar VÁRIOS palavrões. Ah, não com as crianças, claro, comigo que xingo o dia inteiro! Beijos

Paulinha disse...

Geeeeeeeeente! Essa eu queria ver de pertinho! Tira foto deles com vc pra eu acreditar por favor! hahaha

Beijos e muita saudade!!

Juliana Yonezawa disse...

Que máximooooooooooo!!! Adorei a idéia!

Esse emprego não é pra qualquer um hehehe. Fui babá aqui somente por um dia porque minha amiga (baba oficial) tinha ido viajar. Voltei pra casa mega cansada.

Por outro lado, tenho certeza que vc vai se apegar as crianças e nao vai querer largar depois que o verão passar...

Boa sorte!!!

Beijão

ALVES DE MORAES, Gustavo disse...

kkk, treinamento em campo alheio!!! Pas mal!! Vc vai ver como vai aprender o francês que nao se aprendre em curso, mas sem ser o "Français de quartier" e de quebra de repente se empolga pro (ou pra) françolinha!!! (ou desiste de vez) Ainda economisa no sonifero e nao perde noites de sono e entra no bioritmo do Léo!! Como nao podia ficar melhor, ainda leva uma graninha pra casa pra "pagar o leite das criança"!!! Agora dizer que vc ganha a mesma coisa que ganhava no Brasil nao é exagero nao? Ou vc tb fazia parte dos profissionais nao valorizados em Terra Brazillis, como a gente???

Mirlene disse...

Filha,

Adorei o texto e a novidade profissional. Parabéns! Olhe, limpe bem as orelhas das crianças durante o banho e não ensine palavrão a eles.
Um beijo, te amo!

Glenda Dimuro disse...

Boa sorte! :)

Mr. Lemos disse...

vc resumiu meu sentimento quando começou o último parágrafo... só pode estar de sacanagem! juro... não consigo imaginar. boa sorte a essas crianças...

GABI OLAIO disse...

gente vc de babá!!! Mas como o Gui te ama de paixão e vc sempre aaaaaadorou criança, claro com a mãe sempre perto, duvido que vc não vai tirar de letra , mesmo porque vc semrpe foi criativa e as férias sem brinquedos la em Patos deve ter deixado alguma lembrancinha guardada!! Pos exemplo: bamco imobiliário, war, adedonha (jesus), pular elastico, amarelinha. Criança é criança em todo lugar..........solta sua imaginação ai vc ja vai testando o q vc ser bom para os seus pimpolhos!!! bjs...... :)

larissa disse...

MI NEM ESTOU ACREDITANDO baba????
achei um maximo kkkkk

L.M. disse...

mimi, eu tb ja fui au pair e,m duas familias: a primeira foi péssimo e a segunda foi otimo...
depende da fa,milia q vc pegar

para os interessados ou interessadas e,m se tornar au pair existe u,m site muito bom chamado bebenounou que te,m varias oportunidades

bjsss
lu
www.oguiadeparis.blogspot.com

Mirelle Siqueira disse...

Eu disse que meus amigos não iam acreditar....rs

Luiza acho que dei sorte viu? Pq os pais sao bacanas e as crianças tb, apesar de meio birrentas, coisa de criança mesmo.

Gustavi, exageros fazem parte de todos os textos que eu escrevo, hehehe. Mas garanto que a diferença salarial não é tão grande mesmo.

beijos!

Leia também:

Related Posts with Thumbnails