domingo, 13 de fevereiro de 2011

Os lugares mais sagrados de Jerusalém


"No curso da história, Jerusalém foi destruída duas vezes, sitiada 23 vezes, atacada 52 vezes, capturada e recapturada 44 vezes". Ela é uma das cidades mais antigas do mundo e so isso ja seria o suficiente para torna-la especial, mas ainda tem Jesus, Rei Davi, Maomé e uma penca de gente importante que viveu ou passou por la. Da para imaginar o que nos reserva um lugar como esse? Muita, muita coisa! Tanta que não cabe em um so post. Neste vou falar apenas dos três lugares mais sagrados de Jerusalém.

Basilica do Santo Sepulcro

Este é, sem duvidas, o lugar mais sagrado do mundo para os cristãos. Na verdade, o Santo Sepulcro é um negocio meio maluco. La dentro existem varias capelas diferentes e quanto mais você pergunta, menos você entende. Quando você acha que ja visitou todos os cantinhos, descobre mais uma porta para entrar. Vou ser sincera, se eu tivesse levado a sério o meu plano de rezar um Pai Nosso em cada capela, eu estaria la até agora.


Eh que inumeros grupos cristãos reivindicaram seus puxadinhos la dentro. Os mais influentes são os gregos ortodoxos, os armênios ortodoxos e os catolicos romanos. Mas, subindo a escada tem o cantinho dos copta-egipcios, mais para baixo tem uma sala para os sirios e la no telhado ficam os etiopes. E sabe quem fica com a chave? Os muçulmanos, para evitar confusão.


Para os catolicos existem três lugares importantes dentro do Santo Sepulcro. Um deles fica logo na entrada: a pedra onde o corpo de Jesus foi lavado e perfumado antes de ser sepultado. Os turistas colocam suas lembrancinhas para serem benzidas em cima da pedra, Léo e eu colocamos as nossas alianças.


A direita, subindo a escada, fica o altar que foi construido no lugar exato onde teria sido fincada a cruz. Em um pequeno espaço embaixo desse altar tem um buraco, simbolizando o da cruz. As pessoas costumam entrar ali para rezar rapidamente.


O terceiro e talvez mais importante lugar da Basilica para os catolicos, é a caverna em que o corpo de Jesus foi deixado (a tradição da época era enrolar os mortos em lençois e coloca-los dentro de uma caverna). Nas duas vezes que visitamos a Basilica, fomos a noite, quando ela estava praticamente vazia. Então pudemos entrar na "capelinha" construida no lugar dessa caverna e rezar em cima do que seria o tumulo de Jesus.


Eh meio surreal dizer isso, mas eu rezei sobre o tumulo de Jesus! Cabem no maximo 4 pessoas la dentro, por isso é preciso muita paciência durante o dia para enfrentar as filas enormes e conseguir entrar dois segundos. Entramos minha mãe, o Léo e eu, e deu tempo de rezar tranquilamente e ainda tirar uma foto (essa ai de cima). Confesso que foi emocionante demais!


O bacana de visitar o Santo Sepulcro tão tarde é poder assistir ao ritual de fechamento. Como eu disse, é uma familia muçulmana que abre e fecha as portas da Basilica. Momentos antes, alguns religiosos chegam e vão entrando rapidamente e então o responsavel coloca uma escada para fora e, na hora marcada, tranca essas pessoas la dentro. Depois, ele passa a escada por um buraco e vai embora. Tudo muito lindo, so que na hora eu não entendi nada. Segui o tal moço e pedi para ele me explicar. Ele me contou que a chave esta com a familia dele ha gerações e que aqueles homens que entram são representantes das varias religiões, eles moram dentro da Basilica em pequenos casebres (que eu voltei no dia seguinte para procurar).


 

Mesquita Domo da Rocha

Ela foi construida sobre um monte que é sagrado tanto para os muçulmanos quanto para os judeus, e é ai que o bicho pega. Os judeus acreditam que esse monte foi o local onde Abraão preparou-se para sacrificar o seu filho Isaac, por isso o Rei Salomão decidiu construir um templo ali, que tornou-se o lugar mais importante do mundo para os judeus. So que o profeta Maomé escolheu o mesmissimo lugar para subir aos céus. Dai ja viu, né? Virou lugar sagrado para os muçulmanos também. Quando eles consquistaram Jerusalém, no século I,  aproveitaram que os romanos tinham destruido o Templo de Salomão e construiram o Domo da Rocha bem em cima dele. Judeu nenhum digere essa historia.


Não é muito facil chegar la em cima. Os turistas não são dos mais bem vindos e os arabes dificultam um pouco a nossa entrada. Como o local é motivo de muito atrito, é preciso passar por detectores de metal, estar decentemente vestido, não pode entrar com bebidas alcoolicas nem com animais e nada de contato fisico com o sexo oposto - nem mesmo abraçar para a foto. Além disso, o horario de visitação para turistas é limitado: de 7h30 às 11h e de 13h30 às 14h30 no verão. Alguns preferem fazer o passeio com guias, mas decidimos subir sozinhos. Quer saber? Foi otimo! A cara feia é so banca que eles montam para evitar um monte de gente atrapalhando as orações deles. Fiquei com uma sensação de que aquele é um lugar tão importante pra eles, que eles preferem mantê-lo assim. Uma pena que não-muçulmanos não possam visitar o interior do Domo da Rocha.



  
Muro das Lamentações

O lugar mais sagrado para os judeus. A historia é mais ou menos assim: primeiro veio o Templo de Salomão, que foi derrubado em 586 a.C.. Depois veio um segundo templo, que foi destruido em 70 pelos romanos. O que existe hoje é so um pedaço do muro desse segundo templo, que os romanos fizeram questão de não derrubar para lembrar aos judeus que Roma passou por ali e estraçalhou com eles. Por isso se chama Muro das Lamentações.


Os judeus ficam de frente para o muro como se estivessem olhando para Deus. E o Muro é mais ou menos isso mesmo para eles. Tanto é que muitos, quando terminam suas orações, saem andando "de ré" para não dar as costas para o Muro (porque seria o mesmo que virar a cara para Deus). Homens e mulheres rezam separadamente, cada um possui um pedaço do Muro - a dos homens é muito maior, claro. E todos eles (judeus ou não) precisam cobrir a cabeça para entrar - eles emprestam os kipas.


Um habito muito comum é o de escrever seus pedidos ou agradecimentos em  um pedacinho de papel e deixa-lo no Muro, como minha mãe esta fazendo na foto acima. Também da para enviar os seus pedidos para o Twitter deles, que alguém imprime e coloca no Muro para você. Não, não é piada. Outra ferramenta MUITO legal são as câmeras de vigilância, que te permitem acompanhar em tempo real o que esta acontecendo por la.

Precisa mais o que para te convencer que Israel é um pais moderno e preparado para o turismo?


Leia mais:
Israel: o que você precisa saber antes de ir 
Tel Aviv, o que fazer?
O povo de Israel

45 comentários:

Liana disse...

quanta emoção andar por jerusalem!
nossa, só em estar lá já é uma benção, nao?!
quero muito ir!!!

K∂riиє* Smith. disse...

Eu mandei! eu mandei!
Muito lindo, fiquei arrepiada só com as fotos, imagine ao vivo!
Tô doida pra ir!

beijooo e obrigada por tudo...

Elvira disse...

Oi Mirelle.

Que viagem fantastica! Deve ter sido muito emocionante, mesmo, passar por todos esses lugares.

Bjs.
Elvira

Sue Ellen disse...

Estou encantada com seus relatos, Mirelle, quero muito conhecer Jerusalém, tenho certeza que vou me emocionar também! Beijos!

Flavia Mariano disse...

Mirielle vou responder e perguntar tudo num post, só tá? rs

1. De onde saiu isso que o pessoal faz cara feia no Domo da Rocha?

Fomos no mesmo local? Não é crítica não, só reparando, o que talvez seja uma impressão errônea. Em Israel não se pode acreditar em tudo. Nós mesmo estávamos pedindo informação no Muro das Lamentações e um judeu disse: não vá para aquele lado porque é perigoso. Hellow!!!! Era exatamente o local onde estávamos hospedados e não havia NADA de perigoso. Ele disse isso só porque ali tinha mais palestinos.

Sobre detector de metal eles estão em TODOS os locais, como você mesma disse. Até na rodoviária de ônibus em Israel. Andamos Israel toda por conta própria, inclusive andando de ônibus comum indo de Jerusalém para Tel Aviv e lá estavam os dectores e as armas por todo canto. Por isso, tê-los para entrar no Domo é o mesmo que tê-los para entrar no Muro das Lamentações.

Há muita lenda para essas bandas. Sabe por onde entrei em Israel? Pela fronteira da Jordânia, por conta própria! Eu, meu namorado e 1 amigo. Só nós 3. Super tranquilo. Nós, meia dúzia de turistas e o resto, para eles "tudo inimigo", mesmo assim, tranquilo demais! Bagunçado, mas tranquilo.

2. Eu tinha dito que não fui com a cara de Tel Aviv, porque quem chega pelo aeorporto vê a cidade que eles querem que você veja. Vai chegar pela rodoviária como chegamos! Um suplício! Tudo estranho, outro país!

Além disso, ficamos 2 dias na cidade aguardando o voo. Achei só uma cidade a mais no mundo... Boa comida, uma parte antiga e é isso. Faltou o "diferente". Meio dia, mais do que suficiente.

Quando fomos embora, foi pelo aeorporto, realmente, outro mundo, se comparado a rodoviária.

3. Como foi esse lance de tirarem uma página do passaporte??? Pode fazer isso? Eu já estava tão cansada, e como estava entrando a pé pela fronteira da Jordânia, achei melhor não me exaltar com a policial israelense quando ela se negou a me dar o carimbo na folha separada. Agora tenho que ficar adiando viagens ao Oriente Médio por causa desse visto. Mas quando vi a folha de vocês, solta... Pode fazer isso?

Beijos e desculpe o longo texto, mas fiz logo tudo aqui! Parabéns pelas lindas fotos!!!

Mirelle Siqueira disse...

Oi Flavia! Vamos às respostas:

1) O "cara feia" foi uma expressão que usei pra dizer que eles não gostam que os turistas subam até o Domo. Que eles dificultam as coisas - e dificultam mesmo. O guia que pegamos no primeiro dia desaconselhou que as pessoas subissem la sozinhas. O meu post foi justamente para dizer que não tem nada disso, que basta seguir as regras e horarios que da tudo certo! Que la em cima é otimo e que a tal cara feia é so faz de conta mesmo, um boato que se espalha (e que eles ficam felizes por isso, como contou o nosso taxista muçulmano) pq eles realmente nao gostam de ver aquele canto sagrado deles cheio de turistas tirando fotos e se abraçando. Mas uma vez que se chega la, não tem problema algum!!! Ngm te trata mal, pelo contrario.

Sobre os detectores, sim, estão em todos os lugares, mas dentro da cidade antiga so tem ali na região do Muro/Domo mesmo. Não tem detector pra entrar por exemplo, no Santo Sepulcro. Escrevi pra mostrar que existe uma preocupação maior com aquela zona justamente por ser (ou ter sido) alvo de disputa entre muçulmanos e judeus. Mas as restrições para entrar no Muro não são tão fortes quanto para subir no Domo, não tem por exemplo horario restrito.

Também acho que tem muita lenda cercando Israel e por isso tenho feito tantos posts detalhados sobre essa viagem (coisa que geralmente eu não faço). Tb tenho amigos que entraram por outras fronteiras sem o menor problema. Meu objetivo é incentivar o turismo por la e não desencorajar o pessoal.

2) Eu realmente adorei Tel Aviv. Não é um lugar que eu diria "troque seus dias em Jerusalém para ir pra la", não. Mas acho que pra quem curte praia, baladas, tem condições de pagar um bom hotel e quer curtir esse tipo de turismo antes ou depois de passar por Jerusalém, é super valido! Nos tb fomos na rodoviaria e realmente ela é velha, mas super bem sinalizada, os ônibus saem na hora, não achei nada demais. As rodoviarias do Brasil são tão velhas quanto. Da proxima vez que eu for em Israel, quero ir com o tempo mais gostoso justamente pra ficar uns 2 dias em Tel Aviv curtindo as praias, restôs e baladas (o que não deu pra fazer dessa vez). O que eu penso que pode ter contado para você não curtir muito, foi a ordem das cidades. Realmente, quem conhece Jerusalém antes de Tel Aviv pode achar Tel Aviv meio sem graça, como eu fui primeiro a Tel Aviv, sem saber direito o que me esperava em Jerusalém, me deslubrei com Old Jaffa e com a simpatia do povo. Enfim, não da mesmo para comparar as duas cidades, tem que ir sabendo que a proposta de uma é diferente da proposta da outra.

3)Eles não rasgaram uma folha do nosso passaporte não, Flavia. Eu disse no texto: pedimos em folha separada, ela deu o carimbo e depois uma outra pessoa pegou essa folha e rasgou. Rasgou a tal folha separada, um pedaço de papel, não uma folha do passaporte. ;)

Beijos e obrigada pela visita!

Vanessa disse...

Ou, muito bom!!

quase chorei no começo e depois ri muito, quando vc fala do lugar que é sagrado para judeus e muçulmanos.
to orgulhosa de vc, pelo visto prestou muuuita atenção nas histórias contadas por lá, e claro que também leu muito sobre tbm.

emocionante demais!

o que não gostei foi esse negócio de mandar os pedidos por twitter, não acredito que alguém vai se dar o trabalho de imprimir e botar lá...

bjim

Mirelle Siqueira disse...

Pô Vanessa! Não pode desconfiar assim de gente religiosa, tem que dar um crédito! Mas vc não precisa se preocupar pq o seu nome ja esta la!;)

Oh, promessa publica feita: da proxima vez que eu for (em breve, espero!) vc vai junto comigo. Fechado???

Ah! Vc clicou no link pra ver a câmera ao vivo do Muro? Clica la! Eh massa demais, eu fico o dia todo olhando, tipo BBB!(so que mais decente,claro)

beijo!

May Stéphane disse...

Se eu já tinha vontade de conhecer Israel antes, depois de ler suas postagens essa vontade só aumentou. Acho que muitos pensam primeiramente no medo, na insegurança quando se fala de países do Oriente Médio - assim como da violência do Rio de Janeiro -, mas é muito bom ver tabus sendo destruídos (ou pelo menos amenizados). E, sim, quando eu tiver a oportunidade, conhecerei esse país tão cheio de diversidade cultural, histórica e religiosa (meu lado historiadora se arrepia só de imaginar a emoção que deve ser).

Marcia AL disse...

Parabéns Mireille gostei muito das suas informações, apesar de não sentir vontade alguma de conhecer Israel pois eles são pessoas de índole horrível que obrigam os palestinos a estocarem a água da chuva para poderem ter o que beber e água para o banho,para cozinhar e etc, etc, pois eles desviam as águas e os palestinos ficam 'na seca', sabia ? Agora me perdoe a sinceridade mas duvidei mesmo quando você disse "Sério gente, eu trocaria meu 2 uatros/banheiro/cozinha por uma vaguinha em um daqueles cubiculos facil, facil." Aí dói, né chèrie ??? rsss..Bisous pour toi et félicitations !!

Marcia AL disse...

Ah !! Suas fotos ficaram lindas como sempre !!

Mirelle Siqueira disse...

Olha Marcia, se sua vontade de conhecer um pais for medida pelo que o seu povo ja fez (ou faz) de errado em algum momento da historia, então você não pode nem sair do Brasil. A França mesmo, não foi nada gentil quando invadiu suas ex colônias na Africa, matou 1/3 da população e roubou todas as riquezas daqueles paises. Mas, né? C'est pas grave! Vive la France!

A primeira coisa que eu disse aqui é que eu não sou ninguém para apontar mocinhos e bandidos, pq todos estão errados. Judeus inclusive, que em algum momento da historia tb invadiram e tomaram pra eles uma terra que não lhes pertence. Tb acho um absurdo a relação com os palestinos, mas esse não é um blog politico (embora eu me interesse muitissimo pelo assunto), é um blog de viagens e o que estou tentando fazer é dar dicas de Israel para turistas que pensam em explorar o que o pais tem de bom (e não é pouca coisa não, mas quem tem a cabeça fechada não vai entender, então eu paro por aqui).

Bjo!

Marcia AL disse...

Tentei responder por duas vezes mas não consegui enviar, sinto muito,não fique tão brava, linda. Beijo prá vc tb.

Glenda disse...

Legal o relato! VC colocou meu pedido lá tb? beijos!

Marcia AL disse...

Vamos ver se agora eu consigo. Mireille, menina linda, com 30 anos como vc tem não precisa quase esbarrar na ofensa, sinto muito mesmo pois eu não lhe ofendi em momento algum, apenas fiz um comentário. Só vou leh dizer uma coisinha. Sei bem que seu blogo não é político e por essa razão eu o SEGUIA. Ot coisa: os judeus determinaram a execução de JESUS, nosso SALVADOR. Fique com DEUS. Medite nas suas palavras qdo vc disse que tenho cabeça fechada. Você não me conhece, infelizmente prá vc. /Sinto muito mesmo, dommage.

Mirelle Siqueira disse...

Marcia, eu não me irritei não, viu? Você disse o que pensa, eu disse o que penso. Mas não me senti ofendida por você nem acho que te ofendi tb. O que eu disse é que percebo que você ja tem a sua opinião formada, e isso para mim é estar com a cabeça fechada para possiveis debates e discussões sim. Fica claro nos seus comentarios que você não gosta dos judeus. E acho importantissimo deixar claro que nos, brasileiros e cristãos, somos muito bem tratados quando visitamos aqueles lugares sagrados para a NOSSA religião tb. Mas acho que para aproveitar Israel intensamente é preciso ir com outro espirito e uma cabeça menos fechada e opiniões mais flexiveis. Jesus tb nos ensinou a perdoar, não?

Oi Glenda, claro que coloquei! ;)

bjo!

Juliana Yonezawa disse...

Mi, demorei tanto pra escrever meu post que acho que vou linkar o seu no meu blog hehhe

Muito muito bom!!!

Lu disse...

Obrigada pela aula sobre Jerusalem ;)

Eu, como Cristã tb, nem consigo imaginar a emoçao q seria estar pelo local em q Cristo passou.

Sei q inveja é pecado, rs, mas senti uma invejinha boa de vc poder passar por esses lugares :)

Bjim

Valéria disse...

Oi Mirelle!
Que emocionante seu relato, se fosse eu tinha chorado muiito!
Quanta coisa linda tem nesse mundão, fotos lindas!
Só falta grana para conhecer!

Mirelle Siqueira disse...

Ah, Ju! Deixa de drama e vai logo escrevendo os seus posts. vc fala de viagens muito melhor do que eu!

Invejinha branca pode, Luciene! :D Da um jeito de arrastar o maridão para Israel, começa a planejar essa viagem antes que a confusão no Egito respingue em la tb...

Oi Valéria! Se você quer conhecer, então você pode! Basta se programar, juntar um cadim daqui, outro de la e pronto. A falta de dinheiro nem sempre é o que nos impede de realizar sonhos, é o medo de sonhar alto.... então sonhe! :D

Beijocas meninas!

Gigi disse...

Ola Mirelli ,ja acompanho o seu blog a algum tempo ,e simplismente amo ,as suas viagens ,alias viajo junto com voce .E lendo esse post super fantastico!!!! claro que eu nao poderia deixar de comentar .Fiquei toda arrepiada e ate chorei quando li e vi as fotos!!eu sou crista e vivo lendo a biblia e sempre ouvi sobre esses lugares desde que me conheço por gente.fiquei muito emocionada de ver pelas suas fotografias os lugares sagrados .e entendo o que voce sentiu quando passou por la.Amada vc me encorajou acho que a minha proxima viagem vai ser para Isrrael.Minha maezinha que tinha a maior vontade de conhecer a terra santa ,mas infelizmente Deus a levou muito cedo. querida Obrigada por compartilhar conosco suas viagens maravilhosas!!super beijo e voce tem razao .A falta de dinheiro nem sempre e o que impede de realizar sonhos,e o medo de sonhar alto....

Rapha Aretakis disse...

Mi, essa viagem deve ter sido excelente mesmo e os seus relatos só me fizeram ter mais vontade ainda de conhecer Israel! Sem contar que suas fotos estão sensacionais. :*

#queromais

Ludmilla P. disse...

Oi Mirelle! Lindo o seu post, e suas fotos também! Queria lhe fazer uma pergunta, qual o modelo da sua câmera? Porque estou planejando uma viagem para Jerusalém, e pretendo ter uma máquina tão boa quanto a emoção de estar na Terra Santa. Se não quiser responder eu entendo,mas ainda sim, obrigada. E continue com esse seu trabalho maravilhoso! :)

Mirelle Siqueira disse...

Acho que vc vai gostar muito dos outros posts então Gigi, pq ainda tem o Monte das Oliveiras e outro da Via Sacra. Me aguarde!

Eu fico muito contente de ver tanta gente se empolgando para conhecer Israel! Feliz de verdade viu, Rapha? :D

Oi Ludmilla! Respondo sem problemas, é uma Canon EOS550. Maquina boa para quem não é profissional, mas gosta de brincar com fotos. O problema é que vicia, e dai ela começa a ficar muito basica, rs. Eu ja estou de olho em lentes mais profissionais, que da pra encaixar nela sem problemas.

Beijos!

Brenda Tavares disse...

Mi lindo esse posto seu!
Finalmente eu vi Mamis!!
Tenho vontade de ir la sabia? Mas marido tem medim kkkkk
Lindos lugares, pena q briguem tanto por eles.
Acho q meu pedido foi pro muro kkk
Bjoooooo!

Mirelle Siqueira disse...

Oi Brenda! Poxa, mostra os posts pro seu marido! Não tem que ter medo de ir pra la não, não tem nada demais. (pelo menos por enquanto... o mundo arabe ta de cabeça pra baixo. mais hora, menos hora vai mudar alguma coisa em Israel tb). Mais um motivo pra aproveitar e ir logo!!!! bjo!

Patty disse...

INCRÍVEL, como sempre!
Me senti Mirelle quando vc teve esse "contato" com Jesus nos lugares em que visitou. Digo que me senti vc pq a emoção correu pro lado de cá da tela, demais!
Israel é sem dúvida um país ímpar, que todos devem visitar.
Levanto aqui minha bandeira!

*As fotos ficaram sensacionais! Me senti dentro delas em cada canto que percorreu.

Cristiane A M disse...

Parabéns pelo post, pelos comentários, pelas belas fotos! Conhecí seu blog pelo Conexão e pretendo voltar, mesmo que não deixe comentários.
Entendo bem o que quis dizer com "trocaria seu 2 quartos por uma vaguinha naquele cubículo": anos atrás conhecí na Itália o responsável por um grupo de voluntários que vão algumas vezes por ano ajudar na manutenção de lugares sagrados na Terra Santa (limpar, varrer, pintar, consertar, etc). Isso nunca me saiu da cabeça, apesar do medo q sempre sentí de ir lá. mas sweu post me animou de novo, obrigada!

Mr. Lemos disse...

Ah, irmã.... eu não tive tempo de visitar tudo, mas agora com o seu post sinto que essa falha foi reparada. Tudo muito bom. Parabéns e valeu pela viagem! bjoca

Ana Flávia disse...

Adoro esses posts de Jerusalém! Bom que aprendo mais um pouco sobre história e viagem. E seu jeito de escrever é delicioso de se ler. Gde bjo

Ju disse...

Oi, Mirelle...Gosto muito das fotoso de vcs. Qual a lente que vcs usam? Por exemplo, para essa foto das alianças?

Sou novata na fotografia :)

Abs,Ju.

Mirelle Siqueira disse...

Fico feliz que vc tenha gostado Patty! :D

Uau Cristiane! Que doido! Os caras viajam até la so para limpar? Massa né? Eu tb me colocaria a disposição. Tem gente que não entende esse tipo de sentimento, mas sei la, é inexplicavel mesmo.

Irmão, vamos voltar um dia? Juntos?

Ana Flavia(é a minha Flavinha? sera?), Jerusalém é um dos lugares mais lindos e especiais do mundo. Todo mundo devia visitar um dia.

Oi Ju! Tb sou novata em fotografia, não entendo muito não. Não uso nenhuma lente, so a da câmera mesmo (uma Canon EOS550D). Na foto das alianças, so fiz o foco e pronto. A maquina é boa, principalmente pra distâncias curtas. focalizar em detalhe o que esta mais longe é que é o problema.


Beijocas em todos!

Leonardo disse...

Amor,

So indo em Jerusalém mesmo pra entender o que a gente sente passando por onde Jesus passou. Acho que fisicamente, é o lugar onde a gente se sente mais proximo dele.

Israel, apesar de ter uma historia muito complexa e tumultuada, é um destino obrigatorio pra quem gosta de viajar, se interessa pela historia da humanidade ou simplesmente por querer conhecer o solo sagrado da sua religião (nos nos encaixamos nos 3 casos :p ).

Bom também pra derrubar a imagem "esterotipada" que muita gente cria de Israel assistindo TV. Pois preparados pra receber turista eles estão sim, e muito bem preparados.

Pra variar, otimo post! :)

Bjos

Lívia Carolina disse...

Fascinante!
É a única palavra em que consigo pensar depois de ler este post!

Estou apaixonada por Israel!

Obrigada por dividir essa experiencia conosco!

Bjos

Cristiane A M disse...

Oi Mirelle,

Não consigo parar de olhar essas fotos da sua viagem, já contei pro meu marido do "ritual de fechamento" do Santo Sepulcro, mas eu não entendí uma coisa: a escada é pq a fechadura é lá no alto,né? E depois ele joga a escada prá dentro e como abre no dia seguinte?

Sobre os voluntários é doido mesmo, na época (faz 3 anos q os conhecí) eles organizavam pequenos grupos 4 x por ano para ir carpir, pintar, varrer, lavar, etc, por 1 semana, pagando as próprias despesas (!) mas tinham o privilégio de se hospedarem junto com os religiosos que tomavam conta dos lugares, quem sabe ficavam em alguma casinha como esta...

Mirelle Siqueira disse...

Amor, eu fico tão feliz por vc topar se jogar nessas aventuras comigo e descobrir como o mundo é grande, confuso e lindo! Obrigada por ser tao companheiro, tudo isso so é especial pq tem vc! te amo!

Oi Livia! Obrigada a vc por vir até aqui ler minhas historias sempre!! :D

Cristiane, essa historia dos voluntarios é mesmo muito massa! Eu tb toparia ir. Entao, sobre a escada, é isso mesmo, a fechadura é no alto. no dia seguinte, imagino eu que os homens que ficam dentro passem a escada pelo buraco para o moço abrir, so pode ser assim...imagino eu.

beijos beijos!!!!

Marina disse...

Eu nem sou religiosa, mas Jerusalém é um lugar muito bonito, que eu adoraria conhecer.

Abagge disse...

Sempre tive vontade de ir para Jerusalém e esse seu post me deixou muito mais curioso para conhecer essa cidade tão linda!

Verdade, estou até procurando hotéis! ahahah

Achei nesse site aqui uma lista bem legal aliás: http://www.malapronta.com.br/internacional/hoteis/jerusalem-jerusalem-district-israel-oriente-medio

Continue com esses posts! seu blog é muito legal!

abraços!

Anônimo disse...

Em que época do ano vc foi pra Israel? Quero ir em novembro, sabe me dizer o tipo de roupa devo levar (frio/calor)? Em que lugares não pode entrar de braço de fora? Dá pra passar 10 dias sem passar fome ou a comida é totalmente diferente da brasileira? Se eu passar pela Itália na mesma época, o clima muda? é mais frio? Ai quantas dúvidas, =)
Bjs Paula

Mirelle Siqueira disse...

Paula, eu fui em Fevereiro e não sei como é a temperatura em novembro (mas deve ter um site de meteorologia que conta). sobre roupas, nao tem muita restrição não, viu? mas como ainda tava frio quando fui, é claro que a mulherada não usava mini saias. acho bom andar um uma malha na mochila, ou pelo menos um lenço para se cobrir nos lugares religiosos.

sobre a comida, não se preocupe! tudo o que vc encontra em qq lugar do mundo, tem la! pizza, massa, peixeis, carnes... enfim, é tudo igualzinho e muito bom! (tem uma shopping abrto proximo ao portão principal da cidade antiga que tem um restaurante - não lembro o nome) muuuuito bom! comemos la umas 3x. mas na cidade toda vc encontra tudo quanto é tipo de opção, não se preocupe.

boa viagem!

Anônimo disse...

Amei

Paula disse...

Que maravilha!! Vamos pra lá na lua de mel. Nunca fizemos uma grande viagem, queremos conhecer os lugares que Jesus passou =). O pessoal critica dizendo q Israel não é lugar pra Lua de mel. Mas vejo q vc discorda q quem acha q lá é pura guerra. Estou ansiosa. Na volta vamos passar 4 dias na Itália, quero experimentar o sorvete de cereja, vc me deixou com vontade!
Continue postando as viagem, assim temos ideias pras próximas!! Bjus e Obrigada

Anônimo disse...

otimo,valeu pela ajuda!!!
parabens

Anônimo disse...

Ei, Mi!!
Fiquei encantada com seu relato!
Conseguiu me transmitir, em parte, a intensidade de suas emoções.
Acabei retirando Israel do meu roteiro por estar com receio e, agora, lendo esta experiência incrível fiquei muito arrependida. Tentarei inclui-la novamente.
Muito nobre de sua parte compartilhar experiências e conhecimentos com tanto carinho.
Parabéns por este incrível blog!
Beijos!!!
Lívia Cesar

Antonio Souza Neto disse...

Muito legal o seu post.

Vou citá-lo num post do meu blog sobre cidades históricas, ok?

http://ariquezadeviajar.blogspot.com/

Abraço

Leia também:

Related Posts with Thumbnails