terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Pratos tipicos: moules frites

Quando eu estava vindo para a França pela primeira vez, recebi uma dica valiosa da minha querida ex-professora de artes, a Ana: "Coma moules frites por mim". Pô, quem, em sã consciência, manda uma aluna dedicada como eu aproveitar suas férias em Paris comendo mexilhão? Ta, eu não era tão dedicada assim e acabei não obedecendo a Ana. Até que um dia, ja morando em Lyon, passei na frente de um restaurante tipico de frutos do mar, lembrei da dica e resolvi aproveita-la. Foi então que a culinaria francesa, ruim e sem graça, passou a fazer algum sentido para mim (até eu descobrir que na verdade o prato é belga e tudo voltar a ser como era antes). Seja como for, moules frites é hoje o meu prato preferido, embora eu não seja chegada em mexilhões ou em qualquer outro fruto do mar.

Moules frites nada mais é que mexilhões com fritas. Os mexilhões são servidos em uma bacia, cozidos e cobertos com algum molho (o meu preferido é o provençale - com tomates e creme de leite, o Léo gosta do molho de vinho branco) e acompanhados de muita batata frita. Parece simples, e é. Dificil é saber como degustar. Meu marido, muito educado, consegue fazer malabarismos incriveis com os talheres, mantendo os dedos intactos. Comigo, da-lhe bagunça! Me viro à francesa mesmo, segurando os mexilhões com as mãos e chupando-os de dentro das cascas. Finalizo lambendo o que sobrou do molho.


Entrei numa onda de amor tão forte com esse prato, que qualquer desculpa é valida para comê-lo. A que eu mais gosto é gente. Basta pintar alguém interessante em Lyon para eu sugerir uma ida ao nosso restaurante preferido. Adoro ver nossas visitas se surpreenderem com o novo, como fez a  minha mãe e a Glenda, blogueira do Coisa Parecida, que aproveitou uma viagem a Lyon com o marido para nos conhecer.


Em Lyon, duas ruas centrais cheias de restaurantes possuem especialistas em moules frites. Na rue Marronniers, va ao "A la pêche aux moules" e na rue Mercière, no "Bleu de toi", o nosso cantinho. Em ambos, o prato custa mais ou menos 14€ - acompanhados de batatas fritas a vontade e uma saladinha de entrada. Como estamos falando de um prato muito tradicional na França, não é dificil achar restaurantes em Paris que o sirvam também. Aproveite a sua proxima viagem para experimenta-lo." Coma moules frites por mim" deve ser a dica de viagem mais gostosa que esse blog ja deu.


Para conhecer outros restaurantes em Lyon, clique aqui.

32 comentários:

Glenda disse...

Hahaha...eeeeee viva as (ou seria os?) moules frites! Uma verdadeira pena que por estes lados ibéricos o pessoal curte mesmo é mexilhão na paella!

Ahh, nem se preocupe com os comentários. As pessoas comentam sobre as coisas que elas tem mais familiaridade...e ninguém tá lá muito familiarizado com Israel, né? E poucos comentários não é sinônimo de poucas visitas! :P

Beijos e siga falando de Israel e comendo muitos moules frites por mim!

disse...

Culinaria francesa ruim e sem graça??? Espero q vc nao esteja falando serio, ainda mais morando na capital gastronomica da França!

Milena disse...

Adoro moules frites, e antes de comer pela primeira vez, achava que as moules que eram fritas!!!
Adoramos a rede "Léon de Bruxelles" (talvez tenha em Lyon), super popular por essas bandas de cá.

Leonardo disse...

Amor,

Lembro direitinho de vc me perguntando em Paris o que era "moules frites" e da sua reação quando eu te mostrei o que era. :)

Quem bom que vc se apaixonou pelo prato pois eu tb adoro as "Moules Marinières" do Bleu de toi.

Bjos

Rafael Carrara disse...

Mirelle!
tudo bom? Nossa, até eu que não sou muito chegado nesses pratos, fico encantado com o jeito que você descreve as coisas, fiquei com água na boca! Mas acho que eu iria ficar com vergonha de comê-lo com a mão! ahahahah.
Beijo e ótimo post!

Valéria disse...

Oi Mirelle!
Me rendi as moules frites, vendo o jeitinho que você segura para comer, na próxima viagem à Paris, se Deus quiser irei ao restaurante que a Lina indicou uns dias atrás, maravilhoso...

Quanto aos comentários, é assim mesmo como a Glenda disse, não significa poucas visitas e se coloque no lugar, você comenta todos os posts que lê? Acho que não, só os que te falam mais de perto, é assim... Só não digo, não ligue para isso porque frustra um pouco, afinal preparamos com carinho cada post e no fim, nada...

Juliana Yonezawa disse...

Que delicia conhecer pessoalmente uma amiga blogueira!!!

Bom, qdo vc disse chega de frescura, achei que serviu p mim. Talvez eu fosse mesmo torcer o nariz p comer isso hehe

Vou tentar mudar de ideia, ta???

Carina-Senzatia disse...

Mesmo sem postar comentários, eu estava curtindo muito os post sobre Israel! E saiba que vc estava até me estimulnado em ir pra lá! Continue!! :-)
Um abraco!

Rapha Aretakis disse...

Hey, eu tava gostando MUITO dos posts de Israel... pode tratar de voltar a postar. Se bem que moules frites cairam super bem agora na hora do almoço hummm!

:*

Patty disse...

Aqui são exatamente 12:20h. Hora do rango! Puta sacanagem ver esse post bem nessa hora, rs. Amo frutos do mar! Comeria sem culpa e frescura o tal dos Moules Frites.
Quanto aos posts de Israel, pode continuar postando. Estou adorando saber mais sobre esse lugar tão encantador.
O que vcs comeram por lá? (Dica p/ o próximo post, que tal?)

Bjs

Mr. Lemos disse...

Caceta, que fome!! Fico imaginando quanto tempo tere que ficar em Lyon ate vc me levar pra comer tudo isso ai.
Sobre os comentarios, a Glenda disse tudo. Relaxa e posta o que vc achar melhor. O blog só é bom pq ele é seu. E a gente adora ele por isso...

Mirelle Siqueira disse...

Se tem uma coisa que eu farei com MUITO prazer é continuar comendo os (acho que é os) moules por vc, Glenda!!! ;)

Ai Dé, eu sei que é vergonhoso e ja chamei a culpa pra mim varias vezes aqui no blog, mas é isso mesmo: eu odeio a culinaria francesa! odeio odeio odeio, com toda a força do mundo. acho sem sal, sem graça, sem gosto, tosca, td de ruim que pode existir. não bebo vinhos, não gosto de queijo, acho as baguetes horriveis, enfim, eu sofro. mas, repetindo, eu é que sou esquisita mesmo.

hahahaha, sério Milena? Vc achava que os mexilhões vinham fritos? Não conheço essa rede ai, vou procurar saber. Tem bons mexilhões la?

Ainda bem que eu deixei o nojinho de lado e experimentei né amor? O povo não sabe, mas o Bleu de Toi é a minha salvação, quando eu ja tô quase cometendo suicidio por não ter o que comer...

Oi Rafael! Eu tb demorei para ter coragem de comer com as mãos, so depois de olhar em volta e ver que a grande maioria dos franceses faz assim é que me soltei, rs! Posso falar? Eh tão mais gostoso!

Oi Valéria, faça isso! Aproveite a viagem para experimentar. Se a Lina indicou, é porque vale a pena. Sobre as visitas, o que me deixou com a pulga atras da orelha é que elas não cairam, pelo contrario. As visitas aqui no blog so aumentam. Os comentarios é que foram poucos no ultimo post, dai pensei que os leitores estavam de saco cheio do assunto. Como esse blog é feito pra vcs, resolvi dar um tempo. Mas vou continuar com a série sim, ainda tenho muita coisa pra contar!

Pode deixar Ju, quando vcs vierem pra ca vamos te levar pra comer viu? Sem frescura (sei que vc vai gostar!). E sim, tão bom conhecer gente bacana e educada né? Vcs conheceram a Ka e nos conhecemos a Glenda, demos sorte hein?

Oi Carina! Bom saber que vc estava gostando, vou continuar!

Toda pausa pra falar de comida é bem-vinda né Rapha? Ja ja eu volto com Israel.

Beijos em todos!

Gianna Solera disse...

Estava muito bom ler sobre Israel! Parabéns pelo blog. Vou deixar um link teu no meu blog pois acho seus comentários muito bons.
Se quiser dicas do Norte da Itália pode acessar dicasitalianas.blogspot.com
abraÇos

Zoe disse...

Oi mirelle, eu estava adorando conhecer Israel por vc! Nao desiste nao! Volta! Claro que é sempre bom ler sobre dicas e curioidades da frança, aquele post sobre o nome da mae e do pai me deixou chocada!

Paula disse...

Oxe Mirelle, eu já estava me sentindo em Israel esperando o próximo post...
Deixe de comentar não.
E como outros, eu fiquei com uma fome danada lendo este post.

carlos henrique disse...

Dica para comer : faca de pinca uma concha e com ela pegue o mexilhao dentro de outra concha :-)
dai nao tem erro


Bjos

ch

Mirelle Siqueira disse...

Patty, Gianna, Zoe e Paula, valeu pelo incentivo! Ja ja volto com os posts de Israel!

Irmão, deixa de conversa mole e vem logo pra ca!

Oi Caique, eu uso a casca como colher, pra comer o molho que fica na panela no final e tb pra pegar os mexilhões que caem das conchas. Nem pego a colher que deixam sob a mesa, mas a dica de pegar o mexilhão de dentro da concha é boa tb, embora eu prefira chupa-los!!! ;)

Beijocas!

Fernanda disse...

Pois é, eu também gosto da técnica da conchinha como pinça, como disse o Carlos Henrique logo aqui em cima!

Juliana disse...

Nossa, eu tb estava amando os posts sobre Israel, até me deu vontade d ir pra lá.
Só q eu normalmente só leio seus posts, pq tenho preguiça d comentar hehehe
Continua falando sobre Israel mesmo. Bjss

Renata Inforzato disse...

Mirelle

Gostei muito dos posts de Israel e do seu estilo de narrativa. Só não gosto de uma coisa: qd vc compara...Sei lá, pra mim são culturas diferentes e todas fascinantes....E as boas experiências em relação a cortesia das pessoas são universais (e as más também). Eu moro em Paris e aqui fui ajudada por franceses de uma maneira que nunca fui no Brasil, em SP, de onde vim...Mas é aquele negócio: tanto lá quanto cá existem pessoas de todos os tipos.

Bom, mas, por favor, quando puder, volte a falar de Israel e da França tb...

Laura disse...

Oi Mirelle, tudo bem!! Não deixa de escrever sobre as coisas que tu gostas, é isso que da personalidade ao teu blog. Se fores pela quantidade de comentarios, vais te dar conta que nem sempre os melhores posts são os mais comentados.
Sabe que eu nunca provei moules frites? Não sou muito de fritas, mas adoro moules, ja o meu chéri adora batata frita, mas odeia moules ou qualquer tipo de frutos do mar. Por isso não tive muitas ocasiões de escolher este tipo de prato. Pela tua descrição, deve ser delicioso, ja esta na minha to do list.
Beijos

Gabi disse...

hahaahha
eu tb adorei os posts sobre Israel, mas às vezes dá uma preguiça de comentar.... mas não fico sem ler!!!

Mirelle vc tem que acreditar nas muitas visitas que vc recebe e ver que todo mundo adora seus posts sobre qq lugar!

Adryan Gerrits disse...

Poxa Mirelle, nunca comentei aqui antes mas acompanho o 13 anos depois religiosamente há aprox. seis meses, talvez um pouco mais!

Resolvi me manifestar pois achei os posts sobre Israel realmente muito interessantes, como foi colocado por você! Não estava de saco cheio, achei até legal pra variar um pouco o conteúdo francês (não que este não me chame a atenção).

De qualquer forma, continue fazendo o seu trabalho maravilhoso nesse blog! Parabéns!

Mirelle Siqueira disse...

Que gracinha vocês saindo da toca para me consolar, meninas! Mas eu realmente so queria saber se vocês estavam curtindo a série ou não (embora eu saiba que nem todo mundo tem saco pra comentar, eu fico toda alegre quando vcs me dão um feedback). Enfim, ja que eu estava adorando escrever e vcs estavam adorando ler, vou publicar o resto da série sim. Logo logo.

Obrigada pelo incentivo!!! Muitos beijos!

Helô Righetto disse...

hahaha como assim fracasso de comentarios!!! vixe, no meu bloguinho se 2 pessoas comentam é muito! os posts de israel sao mto legais, parabens!

Adriana Pessoa disse...

Mirelle,
volta sim, com os posts sobre Israel.
São os melhores que já vi e li até hoje, sobre o país.
Bjs

Onor disse...

Vou experimentar em abril, quando estivermos aí na França. É bom mesmo?

Luciene disse...

Aqui onde moro (Lille, norte da França) isso é quase prato tipico...

Na epoca da braderie, a cidade vira um festival de moules frites rsrs

Mas confesso q eu nao me animei muito pra comer por causa do trabalhao pra abrir rs...
comi uma vez mas nao assim em restaurante, e quase cortei o dedo rsrs... queria saber como q o seu marido faz com os talheres!! :P

Paula disse...

Que maldade esse post!! Me deu a maior vontade de experimentar esse prato... aiaiaiaiai.

Bjs!!
Paula

Vanessa disse...

Puta mentiraaaaa,

todo mundo faz cara feia pra comida melequenta!
lembra primeira vez que fui no japonês com vc?? restaurante ruim do cacete...ecooo.
mas valeu as risadas!!
hoje não vivo sem uma comidinha japonesa, mas já aviso logo, que quando for minha vez fico com as fritas e a saladinha, vc fica com a coisinha melequenta...hehehe.

Mirelle Siqueira disse...

Onor, pode ir sim, é uma delicia! Tomara que vc dê sorte com os molhos, pq pra quem não é muito de mexilhão são eles que fazem a diferença!

Van, quando vc vier eu vou te enfiar mexilhões goela abaixo, você vai ver.

Bjo!

Carol bsb disse...

Tenho muita vontade de comer moules frites, acredito que eles estão presentes em todos os livros dos cursos básicos de francês.
Amo seus posts!!!

Leia também:

Related Posts with Thumbnails