domingo, 6 de fevereiro de 2011

Tel Aviv, o que fazer?

Tel Aviv é assim: um oasis de modernidade em meio a tanta tradição. Pode ser a capital de Israel, ou não, depende de como você interpreta a historia. Em 1948, enquanto arabes e judeus brigavam pela Palestina, a capital foi transferida para Tel Aviv. A guerra acabou e la foi o governo voltar para Jerusalém. A grande maioria dos paises, para não tomar partido, não reconhece Jerusalém como capital, por isso mantêm suas embaixadas em Tel Aviv. Mas para os israelenses (judeus, principalmente), a Terra Santa (Jerusalém) é a capital do pais. Prova disso é que o Parlamento, a Suprema Corte e o presidente estão la. Em Tel Aviv esta a bufunfa, gente.
Arranha-céus e centros de pesquisa tomam cada vez mais conta dessa cidade multicultural e aberta. Um Rio de Janeiro no Oriente Médio, so que mais desenvolvido. E eles não perdem tempo, fazem questão de te impressionar assim que você desembarca por la. O aeroporto é incrivel, um gigantismo a altura da responsabilidade. "Se vamos divulgar ao mundo que somos modernos e seguros, é melhor provar". Para entrar no aeroporto recém-reformado é preciso passar por detectores de metais, apresentar passagens, documentos e explicar direitinho o que você esta indo fazer la. Senão, nem entra. Os detectores, alias, estão por toda a parte. Em rodoviarias, estações de trem, shoppings e lojas.
 

Como so tinhamos a metade de um dia para conhecer a cidade, não perdemos tempo e pegamos um taxi. O preço da corrida até o nosso apart-hotel nos fez sentir na pele o que ja tinhamos ouvido falar: Tel Aviv é uma das cidades mais caras do mundo. 150 shekels pelo trajeto (mais ou menos 70 reais). Quem precisa ir do aeroporto direto para Jerusalém pode pegar um ônibus da companhia Egged, leva uns 30 minutos e é super tranquilo. Essa mesma companhia tem ônibus que saem a cada 20 minutos da rodoviaria nova com destino a Jerusalém, a passagem custa 20NIS (uns 10 reais). Foi um desses que pegamos no dia seguinte.
 

Tel Aviv foi considerada uma das 10 melhores cidades de praia no mundo, mas o friozinho de 15 graus não permitiu que eu me afogasse banhasse no Mediterrâneo. Aproveitamos o clima praiano do jeito que deu, com sorvetes e uma longa caminhada no calçadão até Old Jaffa, enquanto eu imaginava a delicia que deve ser passar um verão naquelas areias.
 





Jaffa é uma das cidades mais antigas do mundo, com 3 mil anos. Tão antiga que é mencionada quatro vezes no Antigo Testamento. Ao contrario do que muitos pensam, Jaffa não é o centro antigo de Tel Aviv, era uma outra cidade que, com o crescimento de Tel Aviv, acabou unindo-se a ela. Jaffa pode ser dividida em duas partes. Na antiga, o que se vê são sinais da historia, ruelas charmosas e muitos, muitos gatos que foram levados pelos ingleses durante o Mandato Britânico da Palestina (entre a 1° e a 2° Guerra Mundial) para resolver o problema da superpopulação de ratos. Na parte nova, encontra-se o maior mercado de pulgas que eu ja vi. Lugar ideal para encher a mala de quinquilharias e jogar conversa fora com os locais.
 




 


Claro que se comparada a Jerusalém, Tel Aviv pode parecer um pouco sem graça, a verdade é que as duas cidades têm propostas diferentes, mas se completam. O combo perfeito seria ir para Jerusalém, caminhar e aprender muito por la, voltar para curtir as famosissimas baladas telavivenses e, depois, relaxar nas praias lindas, especialmente no verão. Eu não me arrependo nem um pouco de ter reservado uma tarde para Tel Aviv, mas muitos preferem ficar so em Jerusalém. Se você tiver poucos dias em Israel e estiver frio, talvez seja mesmo mais interessante seguir viagem direto.

Leia mais:
Israel: o que você precisa saber antes de ir
Os lugares mais sagrados de Jerusalém
O povo de Israel

22 comentários:

Leonardo disse...

Amor,

Tel Aviv me surpreendeu em varias coisas. Pelos controles com detectores de metal (principalmente o da rodoviaria que nos obrigou a abrir quase todas as malas), pelo clima (otima opção pra fugir do inverno da europa), pelas belas praias (que aproveitaremos melhor numa outra ocasião) e, claro, pela enorme quantidade de gatos.

Bjim

Zoe disse...

OI Mirelle, estou adorando seu passeio por Israel! Estou com mais vontade de ir!! Que lindas as ruas, as vielas, a praia! Adorei! E o McDonalds nao perde tempo, tem que se adaptar mesmo! Aqui na Holanda tem o Mc Croket! O croket holandês é parecido com o nosso, mas tem menos carne e mais pasta de batata, e eles colocam no meio do pao! e o McDonald já aproveitou a cultura local para introduzir o novo sandwich!!
Estou aguardando o passeio em Jerusalem!

Mr. Lemos disse...

Show, irmãzinha. Esqueci de te falar que tava ansioso pela sua opinião sobre o país e tô feliz de saber que o encaramos de forma. É um lugar que dá pra ir muitas vezes e sempre curtir de um jeito diferente, né? Tá muito bom o relato. bjão

Brenda Tavares disse...

Mi os detectores em Israel funcionam? Pq no Egito tinham varios, que apitavam em continuaçao ou nunca e nao serviam a nada.
Menina aquela ruela cheia de gatos seria pulada por mim, pense na pesso que tem pavor?? Prazer!!
E o Leo olhando aqueles sinais? Tadinho... entendeu tudo ne??

Mirelle Siqueira disse...

Amor, estão precisando levar uns cachorros pra dar fim naqueles gatos, e depois uns chineses, pra dar fim nos cachorros! hahaha(a Nat e o Gu vão me matar!)

Pois é Zoe, você tem toda razão! Os espertinhos dão logo um jeito de faturar com a culinaria local. O Léo disse que esse falafel é bem bom, no limite do que qq coisa do McDo pode ser. Quando eu for pra Holanda, vou experimentar esses ai que vc falou tb! Adoro croquete!

Pois é irmão, é exatamente isso. Da pra fazer tudo quanto é tipo de turismo em Israel, é so escolher. Claro que sob um aspecto, Jerusalém é bem mais interessante, mas nem todo mundo tem disposição para passar dias caminhando e ouvindo historias, alguns viajantes gostam mesmo é de sombra e agua fresca, preferem ficar em grandes hotéis na praia, com infra, restaurantes, modernidade, e tudo isso tem em Tel Aviv. Eu gostei muito de la.

Oi Brenda! Olha, acho que funcionam, não sei, nenhum detector apitou comigo. Vc me deixou curiosa, rs. Sei que eles são bem exigentes com a revista. Tivemos que abrir nossas 4 malas antes de entrar na rodoviaria e a fila ficava enooorme atras de nos pq o tiozinho era meio lerdo e estava sozinho. De uma certa maneira, esses detectores nos ajudam a sentir mais segurança, mas sabe o que eu acho? Que quando um homem-bomba resolve explodir alguma coisa, ele o faz de qualquer maneira, não importa a quantidade de detectores, né?
Ps: Se vc tem pavor de gatos, não va para Israel! Sério, eles enfrentam um problemão por causa deles la. Tem muitos muitos muitos em todos os lugares, dificil até de contar. mas eles são tão lindinhos! :/

Beijocas em todos!

Leandro Wirz disse...

Em nossas viagens aconte o inverso do que aparece nas suas fotos com o Leo. Eu sou o "Homem-foto" e a Tereza é a "Mulher-mapa". Aliás, preciso escrever sobre isso...

Juliana Yonezawa disse...

Mi, tambem tava esperando muito por este post. Quando comentei com dois amigos (um israelense e outro brasileiro (judeu) que iria p jerusalem, ambos me falaram que eu tinha que ir tb Tel Aviv, ja que e pertinho. Mas ai eu disse que nao daria tempo, e os dois falaram que se eu tivesse que escolher, teria que escolher Tel Aviv.

Eu amei Jerusalem, mas tava mega curiosa pra saber qual a grande diferenca destas cidades!!

O bom e nao ter que escolher e ir nas duas heheh!! :))

Beijao

Patty disse...

Post muito bem relatado e com fotos lindíssimas!
Se um dia eu for para Israel, (espero que não demore muito)irei para as duas cidades com certeza.
Impressionante a quantidade de gatos (fofos!).
As praias são lindas. Deve ser uma delícia aproveitá-las no verão realmente.
Bjs.

Fê Costta disse...

Mirelle, que legal conhecer seu blog!! Cheguei aqui pelo link que o Oscar twittou hoje!! Adorei! :P

Que sucesso o vestido de noiva, amei!!!!! Vc também é muito linda, parece uma boneca!

Eu moro em Dubai e sempre penso em ir neste lugar aí - que nem me atrevo a escrever o nome e ser rastreada pela minha polícia local... hahaha - Morro de vontade de ir, mas tenho medo de me carimbarem e não conseguir voltar para "casa"! rs. Vamos ver se crio coragem!

Estou curiosa para ver o post sobre a cidade antiga!! :)

Bjks!

Mirelle Siqueira disse...

Hahaha, eu nunca tinha reparado nisso Leandro, mas é assim mesmo. Léo com mapas e eu com a maquina mais potente (embora ele faça boas fotos com a pequena tb).

Ju, ainda bem que vc escolheu Jerusalém viu? Seus dois amigos não batem muito bem, hehehe! Tel Aviv pode ser o complemento perfeito de uma viagem à Jerusalém, jamais o centro. Ainda bem que vc foi pra Jerusalém (e agora tem um motivo a mais pra voltar a Israel, ;)).

Pois é Patty, tem que ir!

Oi Fé, seja bem-vinda! Eu e o maridão estavamos falando hoje mesmo sobre uma ida a Dubai! Até o final dessa semana eu começo a publicar os posts sobre Jerusalém, que é linda de morrer! (obrigada pelo 'boneca', hiih.

beijocas!

Fê Costta disse...

Ótimo, vou aguardar os posts então! :p

Qualquer dica que precisar do meu deserto, é só falar! :)

Bjks

Cientista Mae Mulher disse...

Oi Mi,
ainda quero ir em Israel este ano. Adorei o "guia".
Bjinhos

Mr. Lemos disse...

Ah, adorei ver sua máquina fotográfica nas fotos... ;)

Luciana disse...

Vocês formam o casal mais lindo e interessante da blogosfera!

Mirelle Siqueira disse...

Sim Fê, vou precisar! Fui ver o teu blog e também adorei! Super caprichoso, vou voltar depois com calma. vc ja foi a varios lugares que queremos ir.

Oi Cris! E eu quero ir pro Egito!!!(vi que vc foi la né?)

Irmão, te amo. ;)

Ai Luciana, assim eu fico sem graça!! (mas concordo com você, hehehe)

Beijos pessoal!

Ully disse...

arranha céu, praia, detector de metal, taxi caro, "gatos" até parece mesmo que ta falando do RJ...hehehe!!


as fotos estão lindas (tirando aquela cheia de bichanos...eco) e mais lindo ainda é seu esmalte, que cor é? onde vc comprou?
kkkkkkkk

Mirelle Siqueira disse...

Oi Ully! Parece o Rio em muitos sentidos, mas principalmente no jeitão do povo e no clima de cidade praiana que ao mesmo tempo é grande. Enfim, mais o clima do lugar do que arquitetônicamente falando, claro.

O esmalte é o "jeans", da Colorama. Minha melhor amiga mandou do Brasil pra mim. Lindo né?

bjo!

Vanessa disse...

Branca,

vc tem autorização para postar foto desse bando de gente ai??? daqui a pouco vão te processar viu...
hauhauahuahuahua

as fotos estão lindissímas, e promessa é promessa viu, vou cobrar?? e daí que tem um tanto de promessa pendente entre nós?

ai que vontadeeeee,
ai que saudadeeeee.

Anônimo disse...

No Oriente Médio o único país q desejo conhecer é Israel. Portanto,podem carimbar meu passaporte a vontade...
Qto aos gatos, adorei ! Sou fã desses animais tão independentes e elegantes.

André disse...

Rua cheia de gatos ? Obaaa, q bacana, ! Há animal mais elegante e independente que os gatos? Not, not...

Anônimo disse...

Falando apenas inglês dá pra se virar bem em Israel?

Mirelle Siqueira disse...

tranquilamente, sem problema nenhum.

Leia também:

Related Posts with Thumbnails