segunda-feira, 28 de março de 2011

Budapeste, Hungria

Não sou muito dona de mim quando o assunto é viagem. Tenho la os meus destinos preferidos, mas aqui em casa quem decide para onde vamos mesmo é a Easyjet. So que dessa vez, a promoção de 29€ (ida e volta) foi so uma boa desculpa para finalmente conhecer Budapeste na companhia de cinco amigos: três franceses, uma brasileira e uma colombiana.


A tarefa de descolar uma acomodação para o grupo ficou por minha conta. Segui a dica da Ju e reservei dois apartamentos com diarias de 10€ por pessoa. Os gringos levaram a melhor e ficaram com o duplex que tinha dois quartos, sala, cozinha e uma sacada imensa. Nos, brasileiros, tivemos que nos contentar com um apê menor, mas que seria igualmente interessante se não fosse pela sujeira. Os franceses disseram que eu estava exagerando por me incomodar com a roupa de cama não trocada e com os cabelos no chão do banheiro, mas eu não considero muito o que francês pensa sobre higiene. Fato é que os apartamentos são sim muito legais e baratos, mas recomendo enviar um email para o dono antes de viajar pedindo para que a limpeza seja realmente feita.
 

A Juliana estava certa quando disse que Budapeste tem de tudo para ser uma das melhores viagens. "A cidade é linda, a hospedagem e a comida são baratas e o povo é mega super master simpático". Desembarcamos por la em pleno feriado, então tivemos um pouco de dificuldade para encontrar essas pessoas tão simpaticas pelas ruas. Ou melhor, tivemos dificuldade para encontrar pessoas, ponto. Os hungaros so apareceram para celebrar a festa nacional de aniversario da Revolução Hungara, nos outros dias se trancaram em casa para curar a ressaca.


Eu não conhecia muito sobre Budapeste antes de visita-la, so sabia que Sissi, "a imperatriz" foi também rainha de Budapeste. Sabia também que Buda era uma, Peste era outra e que em algum momento de 1873 as duas cidades foram unificadas (a Glenda conta melhor essa historia para você). A Hungria fica no leste europeu, região que luta ha tempos para mudar a visão pejorativa que a "Europa rica" tem dela. Confesso que eu imaginava encontrar por la problemas que não encontrei. O que vi foi uma capital que tenta se levantar depois da era comunista, reformando os prédios mais importantes e construindo outros tantos do zero.


A parte central de Peste é tão novinha, que parece cenario de filme, mas ainda existem muitos traços do passado, principalmente nos bairros mais afastados. Por isso digo que Budapeste é uma cidade que merece ser descoberta com calma, caminhando com um olhar atento para ler nas entrelinhas.


Budapeste tem o incrivel poder de fazer a gente pensar que é rico. Não so porque alguns euros valem milhares de forints (e não é todo dia que da para encher a carteira com tantos mil dinheiros), mas porque tudo é realmente muito barato. A historia mais legal da viagem aconteceu quando eu não estava por perto. Meus amigos, cansados de tanto caminhar e cheios de fome, se aproximaram de um pequeno restaurante que ja estava fechado, foi quando uma senhora apareceu na porta e os convidou para entrar - falando aquela lingua facil de entender deles: o hungaro. O lugar era meio sinistro e eles não conseguiam se comunicar com a boa velhinha de jeito nenhum. Então ela trouxe um enorme prato de goulash  (a tradicional sopa de carne e cebola que se come por la). Pratos devidamente lambidos, meus amigos tentaram pagar a conta, mas a senhorinha os fez entender que ainda tinha mais. Veio então a carne à milanesa com arroz, salada, batatas e queijo. A conta? 4 inacreditaveis euros por pessoa. E foi atras de outras comidas tipicas, chegamos ao Mercado Central (que muito me lembrou o Mercadão de São Paulo).


Enquanto eu me divertia com a paprica e com o artesanato local, o Léo aproveitou para paquerar a moça da barraca de sanduiches. O Léo jura que esse monstro lanche é super tradicional na Hungria, eu finjo que acredito para deixa-lo feliz.
 

Quem visitar Budapeste pode tentar resolver o desafio que nos 7 não conseguimos solucionar: encontrar uma pessoa negra na cidade. Não vi ne-nhu-mazinha nos quatro dias que passamos por la. Infelizmente, a diversidade se limita à arquitetura e à culinaria, na pele das pessoas so o que se vê é branco.

51 comentários:

Brenda Tavares disse...

Mi que nojo aquele banheiro, acho que se eu tivesse so com marido eu ia embora. Sou hiper, muito chata com banheiro.. ecaaaaa!
As fotos estao lindas, como sempre!
E essa comilança por 4 euros, nossa mae! E o Leo, corajoso esse menino heim? Eu nao sei se conseguiria encarar aquele poço de oleo que ele chamou de lanche tipico kkkk.

Bjo!!!

Muri disse...

Amei sua pose na primeira foto!
Há!
Mto boa!
E suas historias... Maravilhosas!

kaety disse...

Olá Mirelle,

Seja bem vinda de volta!!!rsrs...
Sou uma leitora quieta que nunca comenta...mas tenho que deixar registrado a minha felicidade por você estar aqui de volta...

Beijo grande!
Kaety (Rio de Janeiro)

Muri disse...

primeira não, segunda

Fran disse...

parabéns pelo post, me fez reviver a viagem que fiz pra Budapeste ano passado, mas de fato eu tbm nao vi nenhuma pessoa negra por la. Eu fiquei 3 meses na Romenia e por la tbm nao vi, mas o que mais me chamou atenção sobre esse assunto, é que a professora de romeno do meu marido (deveria ter uns 30 anos) disse q a unica vez q viu um negro foi com 15 anos, e que tinham falado pra ela que os negros soltam pgimentos da pele com cheiro ruim, fiquei horrozida pq não sabia que lá o racismo era tanto.
Mas voltando a Budapeste eu adorei a sopa goulash.
besos!!

Leticinha disse...

Nossa, se o Leo teve a coragem de comer esse lanche, pois eu tb teria! Que isso eimmmmmmmm to com agua na boca hahahahaaha

Vou mostrar o post pra Suely, o sonho dela é conhecer Budapeste e o meu tb!
Beijos mil e saudade já!
Lele

Valéria disse...

Oi Mirelle!
Não sei porque, mas quando entro no beu blog ele está chei de sapos como em cubos de gelo, o que será? Sou só eu?
Que viagem legal e muuito barata, adorei, ainda mais que você está de volta e muito bem, as fotos estão ótimas e você muito fotogênica! Que sanduba é esse! Não comeria nunquinha!

Rapha Aretakis disse...

Minha viagem a Budapeste foi um perrengue desgraçado. Já chegamos lá com 4 horas de atraso e um puta mau humor. Acho que terei que dar uma segunda chance a cidade.

Teu post e as fotos estão demais!

:*

Glenda disse...

Mirelle! Tu não foi nos banhos!!!!

Mirelle Siqueira disse...

O pior, Brenda, é ter que ouvir o Léo dizendo que sonha com aquele lanche todos os dias, eca!

Oi Muri, não é pose não, é so marra mesmo!!!rs

Felicidade é ver os meus leitores saindo da toca Kaety!

Oi Fran! Pois eu tenho um amigo arabe que ficou assustadissimo quando chegou na França e viu pessoas branquinhas, disse que nunca tinha visto uma de verdade la na Arabia Saudita, so na tv. Um dia o mundo ainda vai ser um lugar mais misturado, tenho fé!

Leleca linda! Diz o Léo que o lanche de la da de mil nos podrões de Udi, hahahaha. Tem coragem? Da beijo na Suely! Te amo!!

Não, Valéria, os sapinhos estão aparecendo pra muita gente. O pior é que eu nem sei como arrumar! Vou ter que fuçar tudo aqui e, provavelmente, mudar o layout do blog. :(

Eu tb tenho que voltar em Budapeste Rapha. Não por não ter gostado,mas porque não deu tempo de ver muita coisa. Não fui à Opera nem curti as termas (tava frio, Glenda!). Mas gosto de deixar essas pendências por onde passo, sempre vira uma desculpa pra voltar, né?

Beijocas em todas!

Miller Mantega. disse...

Ah que felicidade de ver novamente seus posts maravilhosos, ainda mais se tratando de viagem. Sério, que demais deve ser Budapeste :)
Não podendo deixar de falar também dos seus looks, você arrasa.
Vou pra França em agosto Mirelle, talvez eu dê uma passada em Lyon, te aviso!
beijo querida!

Juliana Yonezawa disse...

Poxa Mi, fiquei triste com o que aconteceu com o ape. Inacreditavel que eles tenham te dado um ape sujo:( O nosso tava tao limpo que eu jurava que nunca ninguem tinha usado...

Adorei saber que a viagem em grupo foi boa. Sempre fico com medo de ter confusao. As fotos com bastante gente ficam super legais!!

Beijão, Ju

Mirelle Siqueira disse...

Obrigada Miller! Se passar por Lyon, avisa sim!

Ahh Ju, mas tenho certeza que foi puro azar mesmo. Os aptos são demais e meus amigos pegaram um limpinho. O nosso ficou claro que não foi limpo depois da saida das ultimas pessoas, tinha um monte de pêlos no meu lençol (que alias, é horrivel!). Mas pô, 10€ né? Super vale a pena! Quando eu voltar, vou ficar la (mas vou levar os meus proprios lençois e encher o saco deles para garantir que esteja tudo limpo de verdade). Valeu pelas dicas!

Beijos!

Carolina Dias disse...

Fotos lindas...!!! Não sei como seu marido teve coragem de encarar esse sanduba..hahaha.. Mega corajoso!! Ele nao passou mal nao!? lol..Arrasou em Budapeste..Parabens pelo Blog..bjuss

ira disse...

PERFECT!!!!!!

Cristiane A M disse...

ué, eu não ví a foto do banheiro... parece meio escatológico, mas tb queria ver prá saber se dá nojo mesmo... pq do sanduíche, tb não sei se teria coragem, rsrs.
Como sempre, ler seus posts é uma delícia!

Leonardo disse...

Amor,

Não entendi porque um simples sanduiche com 3 hamburgers, 3 queijos, 6 fatias de bacon, salada de repolho, cenoura ralada, pepino e um pão o tamanho de um melão gerou tantos comentarios. Rs

O podrão era tão grande que pela primeira vez na vida so consegui comer metade de um sanduiche. Mas ficar sem experimentar, seria como ir no mercadão de São Paulo e não comer aquele sanduba de mortadela que da azia o dia inteiro.

Também acho que Budapeste merece outra visita, ficou faltando a gente ver muita coisa.

Adoro reviver as nossas viagens com seus posts.

Bjim

Patty disse...

Adorei viajar até Budapeste através do seu post.
O sanduba eu até encararia, hein! Não me parece lá tão mal.
Qto ao banheiro e o lençol, eca mesmo! Tb sou super nojenta com sujeira dos outros, cruzes!
Legal a estória da tiazinha.
Minha ex-orientadora que costumava chamar na época de desorientadora, é hungara e ela fala mesmo que as pessoas são super receptivas por lá, bem como comentou desse prato típico da sopa de carne. Deu vontade de comer...

Amei, como sempre!

Jamile disse...

Bão dimais sô!

Leonardo Blanco dos Santos disse...

Que bom que você e seus textos voltaram!! :-D
Beijos, Leo

Iara Valverde disse...

Oi, Mi!!!
Hoje ganhei o dia quando entrei no seu blog e logo vi que você está de volta!!!

Eu ia te mandar um e-mail respondendo o nosso último, mas fiquei pensando se respondesse por e-mail talvez não iria demonstrar o TAMANHO da minha felicidade quando vi que você voltou, é +/- aquela música que diz “Eu te Amo e Vou gritar pra todo Mundo ouvir”, então resolvi escrever aqui no comentário para ficar registrado o TAMANHO DA MINHA FELICIDADE!!! J
Mesmo achando que o blog tinha chegado ao fim, sempre aparecia por aqui, pois sempre tive esperança que você voltaria e hoje quando entrei e vi: NOOOOSSSSSAAA Felicidade Pura!!! Fiquei emocionada, mas tão emocionada que... confesso: brotaram lágrimas em meus olhos!!!
Mi, a maioria das pessoas te seguem simplesmente porque gostam do jeito que você escreve de uma forma sincera e verdadeira, essas pessoas jamais irão te julgar, mas sempre terão um carinho especial por você. Como você mesma pode comprovar (talvez não em números exatos) mas como muitas pessoas ficaram preocupadas com você, mas foi em razão desse carinho especial. Lógico que tem sempre aquele, digamos “menos favorecido” que acha que pode julgar ou falar o que quer, mas esse tipo de pessoa não merece um mínimo de consideração e sim só o desprezo.
No meu caso gosto da forma que escreve, do que escrevi, das fotos (uma mais linda que a outra), da forma que tira as fotos, da forma que descreve os lugares que viajam, dos costumes e cultura dos Franceses... E também acaba sendo uma forma de aprender e poder matar um pouco da saúde que tenho de Paris.
Mas... Em relação ao nosso e-mail, é uma pena que a vaga era só para recém formados, tive uma esperança que fosse te ver nas telinhas, mas quem sabe mais pra frente, né!?!
Como já te disse sei que a gente se conheceu somente pela internet, que nos falamos somente algumas vezes pelo blog e por e-mail, mas criei por você um carinho tão grande que até parece que somos amigas de longas datas.
E é como eu digo para minhas amigas: Mesmo estando longe ou muito longe uma da outra, você nunca esteve longe, pois sempre estamos uma do ladinho da outra, unidas pelo coração, sentimentos e pensamentos.
Então se eu souber de alguma outra vaga ou outra oportunidade para jornalista, como certeza lembrarei de você!
E Parabéns por mais um post: Budapeste, Hungria. Perfeito!
Só uma OBS, meu marido morre de vontade de visitar Jerusalém, mas eu sempre tive medo/pânico de algum dia ir lá, mas depois que li seu post falando de lá, posso dizer que hoje iria sem problema algum, aquele medo não existe mais! E quero te agradecer, por mais esse bem que você me fez!
Desejo pra você e pro Leo tudo de melhor sempre!
Fiquem com Deus!
Beijinhos Iara
(me desculpe o tamanho do comentário)
obs: A máquina fotográfica de vcs continua sendo a Cannon? Ou já houve novas aquisições?

K∂riиє* Smith. disse...

Eu nunca cogitei a possibilidade de ir a Budapeste, mas até que deu vontade depois dessas fotos maravilhosas, aliás, aquela sua e do Léo (ele te beijando) tá linda demais!

Você acha que eu sendo morena quase negra seria discriminada?

Eu não teria coragem de encarar o sanduba "tradicional" mas os docinhos, sim!

beijo

cristina disse...

Amei a sua volta!!
Adorei o post e as fotos ficaram ótimas.
Agora, aquele podrão não dá pra encarar.
Beijos
Cristina

Pôps disse...

Olaaa,
Adorei a dica, moro em Paris e tb sou "cliente fiel" da easyjet hihihi...Budapeste sera um dos meus proximos destinos...e, muito bom vc nao ter acabado com o blog, minha vida aqui tb nao é uma das mais emocionantes, portanto, a net é minha escudeira diaria para nao cair em tedio total...
Bisous!!!
Pops!!!

Mirelle Siqueira disse...

Olha Carolina, passar mal ele não passou não, mas digamos que o sanduiche ficou se fazendo presente nas nossas vidas por alguns dias (se é que vc me entende, hehehe). ;)

Oi Cristiane! Não tem foto do banheiro, mas ele era massa, todo novinho e com uma banheira enooorme. O problema é que tava sujo mesmo, cheio de cabelos no ralo e no chão. Foda, né?

Desculpa cortar o seu barato meu Amor, mas você não comeu metade não! Você comeu 1/4 do sanduba e os meninos mataram o resto! Aquilo é refeição pra uma familia inteira!!!! E, perai! 6 BACONS??? tinham 6 bacons naquilo la? Isso explica tudo então.

Patty, o causo da vovozinha não é estoria não, é historia mesmo! aconteceu de verdade! eu so acreditei pq vi as fotos, hehehe. (nao sei pq, mas tinha certeza que vc tb ia curtir o sanduba!)

Emocionada fico eu de ler o seu comentario, Iara! Parece bobo mas é tao bom saber que os textos que eu escrevo têm alguma utilidade para outra pessoa, seja fazer rir, seja informar, seja ajudar com uma viagem. Sei la, essa coisa de ser util me agrada. Obrigada por ser tão fofa e por ter tanta consideração assim por mim. Algumas coisas não têm mesmo explicação, né? :D

Ka, pode cogitar viu? Budapeste é linda demais! Olha, vc fez uma otima pergunta. Não sei dizer se você seria discriminada pq como te disse, não vi negros nem morenos, nem indianos, nem mesmo chineses por la. Mas nao era época de lotar a cidade com turistas. Acho que esse tipo de preconceito é mais facil de rolar quando se mora em um lugar onde o preconceito existe, quando se é turista e se tem dinheiro no bolso, é mais dificil né? Mas taih uma boa pergunta, se algum leitor ja esteve por la e viu algo, conta pra gente!!!

ps: eu sinceramente espero que não haja isso la, pq minha mãe é negra e eu tava doida pra voltar la com ela um dia.

Não da pra encarar mesmo Cristina, so o louco do Léo que come essas coisas sem medo do que vem depois, rs.

Oi Pops! Saindo de Paris é tão mais facil né? A Easyjet oferece mais destinos e ainda tem a Ryanair, que em Lyon não tem. Precisa é aproveitar mesmo! Vc viu? 29€ ida a volta! Onde é que no Brasil se paga 80 reais por duas passagens de avião? Se vc for a Budapeste, volta aqui pra nos contar!


Beijos Beijos!

Mirelle Siqueira disse...

Ops, esqueci de responder sobre a câmera, Iara. Eh a mesma e vai continuar sendo, queremos comprar novas lentes apenas, mas cada centavo que sobra a gente gasta em viagens, então vai demorar! rs

bjim!

Ana Luiza (blog pelomundo.org) disse...

oi Mirelle,
muito legal Budapeste. Adorei o post. Gostei também que vai continuar com o blog. E concordo contigo, isso aqui precisa ser divertimento, não obrigação.
Beijos,
Ana

Anônimo disse...

A-D-O-R-E-I Mirelle! Sabe que esse último ano aqui em Paris anda me dando uma ansiedade, pois ainda quero conhecer um moooooonte de lugares que ainda não fomos! Mas ficamos em função das férias escolares do nosso pitoco (e tb do $$). Bem, mas ja vi que Budapeste estará na minha lista!!! Rola ficar com criança nesse lugar que vcs ficaram? Beijos
Emiliana(Ah! Vc tá liiinda nas fotos!)(Esse lanche do Léo me lembrou os lanches do Farol em Udi...ops...velha eu né? rsrsrs).

Mirelle Siqueira disse...

Hahahahahaha, eu AMAVA o Farol, Emiliana! Sempre pedia o x-salada grande, que vinha com dois hamburguers, lembra? Uma pena que fechou. Sabe que os lanches de Udi sempre me fizeram falta em Sampa? Aqui na França então, nem se fala né? Aqueles com saquinho plastico branco que no final fica um monte de milho com catchup pra gente lamber!!!! ai que delicia!

Budapeste é otima pra ir com criança viu? Cidade plana, pra andar com carrinho, é tranquila, segura, e sim, nesse apto que ficamos (que na verdade é um apart-hotel com varios aptos diferentes) tem até quarto com berço. Va sim, aproveitem!

Oi Ana Luiza, obrigada viu?

Beijocas!

Isabela disse...

Eu nunca fui de comentar no seu blog, mas agora serei uma leitora presente. Realmente é uma maravilha ver as suas viagens e dicas de como viajar barato e com conforto(apesar da sujeira nesse ultimo né). Esse ano devo viajar pela argentina, machu picchu e EUA, bem que vc poderia ir antes para passar umas dicas né? hehehe. Tá na hora de vc passear mais pela América seria uma maravilha né? hehehe

Ótimo post. Beijoss

ps: tá na hora de vc escrever onde vc compra essas suas roupas estilosas e lindas né?

Paula disse...

Mirele,

Depois do seu "fim", confesso que não vinha por aqui há tempos... quase lhe apaguei da minha lista de "favoritos" rsrsrsrs

Até que, sem saber porquê, cliquei no seu blog e qual não foi a minha surpresa ao ver novos posts!!!

Que bom que você voltou atrás e continuará nos honrando com seus posts incríveis!!

Bem-vinda de volta à sua casa!!

bjs,
Paula Andrade
www.vestidaderenda.blogspot.com

Débora disse...

Grata surpresa seu retorno Mirelle!!

´Gabi disse...

êee mal voltou e já tem post novo!!! adoro suas histórias, deixam meu dia mais feliz!

Mirlene disse...

Filha,

Até que enfim saiu o post de Budapeste. Fiquei morrendo de vontade de conhecer a cidade. Aquelas bonequinhas são lindas e eu queria uma para minha coleção...
Beijo te amo

Suzani disse...

Olá Mirelle

Que bom que você voltou, fiquei super feliz... sempre leio, mas nunca comentei o seu blog.
Adoro os seus posts.
Este esta exelente....Budapeste é linda e vista por seus olhos me encantou, suas fotos ficaram exelentes.

Bjs

Rafa Carrara disse...

Mirelle,
Que felcidade vê-la num novo post do blog.
Nossa, tô realmente muito feliz em saber que você está de volta!
Budapeste realmente é linda, hein... mas com seu toque como sempre, nos dá aquela sensação de verdadeiramente estar lá que só você sabe como transmitir.
MUITO OBRIGADO, até estou mais contente hoje =)
Beijos

Mirelle Siqueira disse...

Você tem razão, Isabela, eu realmente preciso conhecer mais a América. Mas EUA não rola, não tenho tesão nenhum em ir pra la. Mas a América do Sul eu quero sim, so conheço Buenos Aires. Sobre as minhas roupas, saio garimpando em lojinhas baratas por ai, tipo H&M. ;)

Eeeeee! Que bom que você resolveu voltar pra dar uma ultima conferida né, Paula? Obrigada!

Débora, Gabi e Suzani, muitos beijos pra vocês!

Mãe, eu muuuuito pensei em você quando vi as bonequinhas! Comentei na hora com o Léo que você ia gostar. Não comprei uma, mas comprei outra lembrancinha pra você que tem a ver com a Sissi, seu filme preferido (ela vem de la e eu nem sabia!). Te amo!

Hahahaha, Rafa vc é muito figura! :D

Beijos, beijos, beijos!

brunahagemann disse...

Oi! Vim parar aqui pelo blog da Ka.entre.nós e também pelo Madrugada em Claro, e não sei qual relação disso tudo rá!

Que lindas as suas fotos, profissas!

E vi que pensasse em renunciar a vida de blogueira, mas ainda bem que não desligasse os aparelhos - assim posso acompanhar daqui em diante :-)

Ah, seu blog é lindão! Parabéns e não cometa blogcídio.

By
Brunalemanha

Ju (Dubai Verde e Amarelo) disse...

Mirelle, que bom que vc voltou...preciso dizer que AMO as fotos de vcs!!! Sou apaixonada por fotografia, ainda engatinhando...por isso, te pergunto: qual a lente que vc usou para essas fotos de Budapeste??? Eu tenho uma lente que veio com o kit, mas minhas fotos não ficam lá essas coisas, creio que eu precise dar um upgrade nela...vc me daria essa dica? =D

valeu, beijos.

Rafael Carrara disse...

Hahahah! Obrigado ,Mirelle!
Mas seu bloguito sempre será a nossa inspiração.
=)
Um Beijo,
Rafaa!

Mirelle Siqueira disse...

Ei Bruna!A relação é que o Ernani, autor do Madruga em claro, é meu irmão (de pescoço) e a Karine o conheceu através do meu blog. como moram na mesma cidade, ja ficaram amigos. mas eu ainda não conheço a Ka. enfim, tudo junto e misturado, entende?rs seja bem-vinda!

Oi Ju! Vou te confessar que em Budapeste não é muito dificil fazer fotos bonitas, viu? tb tô precisando de lentes novas, pq a que eu uso é a da maquina mesmo, não tenho nenhuma mais profissional ainda, mas quero logo comprar. a minha câmera é uma EOS550D, mas tem fotos ai feita com a camerazinha de bolso tb.

beijocas!

Milena Fischborn disse...

Quero muito conhecer Budapeste mas falta tempo para conhecer qualquer lugar que exija mais de 2 dias (seja devido às atividades, seja devido ao deslocamento!)
Infelizmente não consigo encontrar essas passagens superbaratas (pela Easy jet ou outras), pois as saidas são sempre fora do final de semana ou então a chegada é supertarde (e a saída supercedo), e desta forma eu fico achando que não compensa o preço que precisamos acrescentar para chegar ao aeroporto (13 euros por pessoa, por exemplo), para chegar tarde tendo que procurar o hotel depois das 22h e depois voltar saindo umas 6 da manhã. Vocês conseguem bons horários?

Mirelle Siqueira disse...

Uau Milena, dai fica complicado mesmo.Nos conseguimos bons preços pq temos mais flexibilidade com os horarios e dias de folga. Viajamos em funçao das passagens mesmo, olhamos e quando esta mais barato a gente compra, dai o Léo pega dias de férias no trabalho. Mas tb achamos bons preços pq eu fico de olho praticamente todos os dias e compramos com muuuuita antecedência, meses! Nossas passagens pra Croacia em julho foram compradas am janeiro, por exemplo. Nosso deslocamento tb fica mais caro que os bilhetes, pq algumas vezes saimos de Genebra, então tem pedagio, combustivel e estacionamento, mas ainda assim compensa. 29€ por 2 trechos e 10€ de hospedagem é algo que não da pra deixar passar!

Beijos!

FalaTurista disse...

Caraca! Olha o tamanho do prato! haha Muito bom o post, adorei! Lembra de algum lugar para comer que você indicaria?

Anabela

Tati disse...

Que delícia deve ter sido essa viagem, o lugar é lindo, barato e com companhia de amigos... perfeito!
E esse lanchão aí me lembrou um programa que passa aqui, no canal Fox Life chamado Man V Foods já viu??
http://www.travelchannel.com/TV_Shows/Man_V_Food
O cara do programa iria morrer de inveja desse lanchão aí! Rsrs!

Mr. Lemos disse...

Caraca, que delícia. Juro que acabei de tomar café da matina e já fiquei morrendo de fome. Esse sanduba aí eu não comi não. Acho totalmente errado chamar de hamburger, mas o nome é o de menos. Tá mais pra X-Monstro. O que tem dentro, cunhado? Irmã, as fotos estão lindas, lindas. Pena que vc se deu mal com o apê... quando nós fomos ele era novinho em folha. Vai ter outro post sobre Buda? Senti falta dos termas...
bjoca e thanks pela viagem

Bel disse...

Mirelle, eu li "Budapeste" de Chico Buarque, e não tive a menos vontade de conhecer a cidade. Já com seu post... entrou na minha listinha de desejos!

Idiótica. disse...

Eu acho que encararia esse sanduba de boa rs.. Mas meus professores desaprovariam na hora! Eu estudo alimentos e então, já viu né? Já estou adorando seu cantinho, estou lendo os posts todos, desde o começinho. Esse espírito aventureiro de vocês é muito bom, adoraria viajar pra tantos lugares assim!rs
Beijos

Camila Navarro disse...

Adoro quando o tema por aqui é viagem! Assim, além dos ótimos textos, aparecem lindas fotos! :)

/fulano de tal disse...

Olá
Estive em Budapeste em 2007 e não vejo a hora de retornar. A cidade é tudo isso que falou e muitoo mais. Apesar da dificuldade da língua o povo é muito simpático e receptivo. A cada vez que eu dizia "bom dia" em húngaro eles ficavam maravilhados e perguntavam onde eu havia aprendido...rs De fato, não vi negros na cidade, quer dizer...no período que eu estava lá, acho que era o único. Foi uma semana maravilhosa, de lá segui para a mais fria das cidades européias: Viena. E digo fria de recepção, Viena é linda, mas não tem alma.
Chegeui aqui via conexão Paris.

Camila disse...

É um de meus post preferidos, o registro fotográfico está muito bom.
E teu óculos, Mirelle, é muito cool.

Leia também:

Related Posts with Thumbnails