sábado, 26 de maio de 2012

Ciclos

O problema de encerra-los é que, feito isso, você fica fora deles. E não adianta enfiar a cabecinha para tentar espiar, ciclos fechados são exclusivos. Sei porque, contra a minha vontade, me vi excluida depois que me instalei do lado de ca. Dificil é isso, lidar com os ciclos que não são encerrados por nos mesmos. Mas, não ha escolha, ou você lida com isso ou você lida com isso. Eu lido com isso e garanto: não mata!

Do fim tem que sair um novo começo, porque senão, amigo, foi tudo em vão. E, a não ser que você seja meio biruta, viver pra nada não faz muito sentido. Veja bem, quando falo de sentido, não me refiro à carreira, filhos, hipoteca. Eh algo mais intimo, que talvez so interesse a você mesmo. O fundamental no tal do "fazer sentido" é satisfazer as suas necessidades, não as dos outros.

Parênteses, por favor. Tô me sentindo meio idiota por ter escrito algo tão logico, mas o que tenho observado me faz acreditar que é preciso lembrar. Continuando...

... E aonde eu vejo o povo trocando as pernas é justamente na hora de saber distinguir o que é uma necessidade sua e o que é necessario para os outros. Passada esta fase (conto nos dedos os conhecidos que conseguiram), é matar no peito e correr pro abraço.

Esse blablabla é meio que pra dizer que eu tô encerrando ciclos e, é claro, começando outros.

18 comentários:

Isabela disse...

Um dos seus post mais simples, curtos, sem belas fotos, contudo foi o post que me tocou e me atingiu, de uma forma boa.

Mr. Lemos disse...

Me parece que vou ter o privilegio de discutir melhor sobre esses ciclos com vc durante aquele nosso papo dos proximos dias. Esqueci de dizer que estou viajando com a japs nesse fds.... É niver dela. Mas prometo te ligar na volta. Sobre o post, vc é uma maluca! I mean... Concordo 100%!!! Bora matar mais uma no peito e seguir com o jogo seguinte...
Amo te ver crescendo!

Nathalia disse...

Fiquei mega curiosa!! E você foi no ponto certo das pessoas que vivem julgando e determinando o que é melhor para o outro dentro do padrãozinho chato da sociedade.

Quando na verdade, a felicidade tem muitas facetas, o difícil é fugir do comum e descobrir o que te faz feliz de verdade, independente do que já vem pré-determinado como certo e errado.

Aguardando ansiosa o próximo post!!!

Leonardo disse...

Amor,

Todo ciclo nos traz algo de positivo. Cabe a nos enxergar se o melhor dele foi o durante ou justamente o fato dele se encerrar. E que venham os proximos!

Te amo

Thiago Crespo disse...

É isso que faz a gente viver - ou pelo menos se sentir vivo: fechar um ciclo, começar outro, fechar de novo, começar mais uma vez.

Não é uma fórmula, mas é um bom exercício - que infelizmente nem todo mundo segue. Reconhece-los, portanto (os ciclos), é um privilégio.

Glenda disse...

Ciclos tem começo, meio e fim. E a vida é cheia deles! Realmente quando se fecham independente da nossa vontade dá uma sensação de impotência, mas o contrário, é uma realização infinita de dever cumprido!Acho que a idade (em certos casos) nos faz ver que nossa vida depende da gente e que não devemos satisfação nenhuma aparte de nós mesmos... é complicado de cair na real, e só quem consegue é mais plenamente feliz! :)

Bloguinho do Enzo disse...

Engraçado, Mi, como vc disse TUDO que eu tenho pensado e vivido...
A diferença é que vc consegue externar de uma forma perfeita, e eu, se começo a explicar, me enrolo toda, rs...
Por aqui tb, fechando ciclos para abrir outros...
Se cuida!
Beijos
Samira

Celinha disse...

Mi,
E a vida é feita disso, ciclos que se abre e ciclos que se encerram. E todos nos deixam alguma marca, algum aprendizado que levaremos pela vida toda, seja para repetir aquilo, seja para fazer tudo completamente diferente.
Já passei por vários. E todos deixaram algo de bom, porque tudo o que fazemos nos ensina sempre.
Que este seu novo ciclo seja feliz, e repleto de boas coisas!
Beijos,
Celinha

ilma disse...

Bom, após ler outros comentário bem escrito nao me lembro de algo novo para comentar, a nao ser que: Bem vindo ao novo ciclo e que bom vc ter consegui fechar mais um e começar outro amiga. Nem todos conseguem.
Bjs de viajante e bom domingo
Ilma

Amanda disse...

A vida é feita de ciclos Mirelle, alguns finalizam passagens boas outros não. E, o importante é sabermos que a cada mudança podemos ser melhores. Boa sorte nas suas futuras escolhas, ou nas consequências das antigas. :)

Patty disse...

Perfeita colocação!
Por aqui, acontecendo a mesma coisa. Encerrando muitos ciclos e tentando começar outros. Alguns, começando de fato, outros, tentando...Mas ei de conseguir finalizá-los!

Anônimo disse...

Ei Mirelle,

Tô nesse perrengue!! Sei que já acabou, mas sei lá, vai que eu ainda precise...

Isso que vc escreveu, de se fazer algo que faço sentido pra gente mesma é bem verdade, mas eu tenho certeza que sou biruta, ah sou sim.rsrs

Gostei do blablabla, eu precisava disso.
bj
Cida

Atena e Lilica disse...

realmente eu tava precisando colocar uma palavras onde so tem vento: Ciclos.
adorei a reflexao!
me ajuda a encarar o futuro com mais otimismo.
bjs, saudade de tu!

Leandro Wirz disse...

Bom ciclo novo! Há tempos que eu não vinha por aqui, mas é sempre uma delícia
ler seus textos e ver suas dicas e fotos de viagem. Savoir vivre!

Anônimo disse...

Gostei da reflexão e bem escrito, como sempre.
Abçs
Marcia

Mirelle Siqueira disse...

~Leandro! Coisa mais boa te ver novamente por aqui! fiquei feliz. :)

gabynocanada disse...

Adorei este post... eu me identifico muito com seu blog e sua maneira de escrever, Parabéns!

Mirelle Matias disse...

Obrigada, Gaby!

Leia também:

Related Posts with Thumbnails